Após polêmica sobre “suicídio”, Carlinhos Maia responde a críticas, alega ter sido vítima de fakes e contesta: “Não incitei nada pra ninguém”; assista

Após ter se tornado um dos assuntos mais comentados no domingo (01), Carlinhos Maia recorreu às redes sociais para explicar a mais recente polêmica em que esteve envolvido. No fim de semana, o humorista recebeu críticas por um discurso controverso que seria sobre suicídio. Mas hoje (02), em seu Instagram Stories, o influencer esclareceu que sua mensagem havia sido distorcida.

De acordo com ele, o vídeo que viralizou na internet fazia parte de uma narrativa maior, e que o assunto não se tratava de suicídio ou problemas psicológicos, mas sim, sobre “não desistir na primeira pancada”. “Quem assistiu à reflexão todinha, entendeu que não tinha nada a ver, não incitei nada pra ninguém de depressão… Eu finalizo minha reflexão dizendo, ‘Coloca Deus na frente e vai’. Qual o contexto dessa reflexão, vocês entenderam? Não é quem tem distúrbio psicológico”, explicou ele.

Sobre a real razão de sua mensagem e o que gostaria de expressar, Carlinhos adicionou: “É você começar, mal começou a vida e você já quer o que é do outro. E você já acha que a sua vida não está perfeita, que você fica olhando a grama do vizinho crescendo e a sua grama não crescendo. E você fica, ‘Meu Deus, eu quero aquilo’. ‘A namorada terminou comigo então vou me matar'”. Por fim, o comediante deixou claro que gostaria de incentivar o diálogo entre gerações distintas.

Ontem (01), Carlinhos Maia foi criticado por discurso polêmico sobre suicídio (Foto: Reprodução/Instagram)

“Pedi pra dar um exemplo, pra que até essas pessoas jovens, como eu fiz muito isso, simplesmente conversem com pessoas mais velhas, pra entender que a vida de todo mundo nunca foi fácil. Mesmo assim elas não desistiram”, declarou Maia. Segundo Carlinhos, o desabafo que gerou a polêmica também foi apenas uma reflexão, feita com base no que muitos vinham compartilhar com ele, mas que não era o que ele teria respondido às pessoas que o procuraram.

Por fim, o humorista alegou ser alvo de um grupo de “fakes”, que teria como objetivo derrubar sua reputação. Em suas publicações, Carlinhos defendeu que o vídeo original foi editado e deixado distorcido sem o contexto, exatamente para que isso acontecesse. “Existe um grupo de perseguição que é pago para derrubar a reputação. Comigo já acontece há algum tempo e agora não seria diferente. Então, por favor, não acreditem e não se deixem levar por esse grupo”, mencionou.

Assista ao vídeo abaixo:

Entenda o caso

Neste domingo (01), em outra série de stories no Instagram, o influencer falou sobre como a vida pode ser difícil. “Às vezes merece levar uma sacolejada assim e entender que a sua vida só vai pra frente quando você for pra frente, quando você for uma pessoa melhor, quando você não desistir, porque vai ser difícil. Quem disse que era fácil? Você achava mesmo que ia ser fácil?”, indagou Maia.

Ele, então, relatou receber muitas mensagens de adolescentes que pensavam no suicídio, chamando-os de “imbecis”. “Você acha mesmo que na primeira vez que você tentasse… eu vejo meninos aqui com 16 anos me mandando ‘eu quero me matar’. Vai, ô imbecil, vai se matar porque você nem começou a vida ainda”, exclamou nos vídeos.

“Vem perguntar pra uma mulher de 75 anos que até hoje trabalha, que até hoje sustenta os netos, que até hoje tá varrendo o quintal, que até hoje tá catando latinha na rua pra sustentar os bisnetos. Vem perguntar se ela se matou com 16 anos”, comparou o influenciador. “Eu não sei os seus motivos, mas sei os dela que, com certeza, não são menores que os seus. Comece a ser forte, porque a vida, a internet, não é para os fracos”, concluiu ele.

Confira:

Em maio deste ano, pouco tempo após seu casamento, Carlinhos já havia sido protagonista de outra polêmica ao menosprezar a saúde mental de Whindersson Nunes. Ao ver um tuíte em que o youtuber dava várias risadas, ele escreveu: “Oxe, não era ele que estava com depressão?”.

Carlinhos Maia e Whindersson Nunes (Fotos: Reprodução/Instagram)

Por isso, desta vez, não demorou muito para Carlinhos ser bombardeado novamente de críticas pelas redes sociais. Especialmente por estarmos no mês do “Setembro Amarelo”, campanha brasileira de prevenção ao suicídio criada em 2015, a fala do recém-casado foi acusada de funcionar como gatilho para jovens que estão enfrentando uma depressão e que poderiam ter o quadro agravado ao assistir ao vídeo.

“Imagine que ao enviar uma mensagem para seu ídolo dizendo que está pensando em suicídio – na esperança de ouvir alguma palavra de conforto – ele responde da seguinte forma: ‘Vai, o imbecil, vai se matar!’ Depressão é coisa séria! Tratar isso como ‘frescura’ é pura ignorância”, alertou o youtuber Felipe Castanhari.

Nos comentários, Felipe Neto respondeu o colega de profissão. “O pior é ver gente passando pano com ‘tem que entender o contexto do que ele disse’. As pessoas perderam a compaixão, a noção, a humanidade, tudo. Só sobrou a casca do ‘quantos seguidores eu tenho'”, lamentou o youtuber.

Pelo seu Instagram, Felipe Neto ainda comentou sobre a necessidade de se informar acerca da depressão e o cuidado que se deve ter ao falar sobre o assunto. “O aumento de suicídios entre jovens sobe a cada ano de maneira vertiginosa e preocupante. Eu não tô aqui pra apontar dedo pra ninguém, mas se você ouviu algum influenciador falando que se você tem 16 anos e tá com vontade de se matar, tem mais é que se matar mesmo, pelo amor de Deus, ignore isso. A sua dor é legítima. Ninguém pode dizer que não é”, alertou o youtuber.

Outros internautas também usaram as redes para criticar a atitude de Carlinhos Maia e alertar sobre a importância de falar com cuidado sobre o assunto. Veja algumas das reações abaixo:

IMPORTANTE: Depressão é um assunto super sério e pode atingir qualquer pessoa. Se você ou alguém que você conhece está passando por dificuldades emocionais ou considerando o suicídio, ligue para o ‘Centro de Valorização da Vida’ pelo número 188. O CVV realiza apoio emocional, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone, email e chat 24 horas todos os dias. Para mais informações, clique aqui.