Após Thiago Salvático largar processo, advogado de Rose Miriam diz que Gugu era ‘hétero’ e ‘homem de família’, e critica suposto ‘namorado’

Após Thiago Salvático desistir de seu pleito pela herança de Gugu Liberato, abrindo mão de ter a suposta união estável homoafetiva reconhecida pela Justiça, a defesa de Rose Miriam di Matteo, mãe dos filhos do apresentador, decidiu se manifestar sobre o caso. Através de um comunicado, o advogado Nelson Williams afirmou que o chef de cozinha só queria “tumultuar” o processo.

Williams, que representa Rose Miriam na Justiça justamente para ter o reconhecimento da união estável dela com o apresentador, ainda declarou que Gugu era “um homem de família, heterossexual”. “Desde o início, afirmei que o aparecimento repentino desse senhor só tinha a finalidade de tumultuar o processo principal, que é o reconhecimento de união estável da viúva Rose Miriam com Gugu Liberato”, iniciou.

“Além de provocar imenso desconforto a seus familiares e ir contra os desejos do próprio apresentador”, afirmou a nota emitida pela defesa da médica. “Quando vivo, Gugu nunca apresentou à família e ao seu grande público — em nenhum momento de sua vida — outra condição senão aquela revelada em inúmeras capas de revistas e reportagens, a de um homem de família heterossexual”, concluiu.

O advogado também demonstrou sua opinião na seção de comentários do post de Hugo Gloss no Instagram, que informava sobre a desistência de Salvático do processo. “Só tinha duas finalidades: tumultuar o processo e ter seus momentos de fama. Eu disse isso desde o início”, disparou.

Resposta de Nelson à desistência de Thiago Salvático (Foto: Reprodução/Instagram)

De acordo com o “Notícias da TV”, nessa segunda-feira (1º), o Diário Oficial publicou a decisão aceita pelo juiz José Walter Chacon Cardoso, na qual Thiago Salvático abria mão de ter sua união estável homoafetiva reconhecida pela Justiça.

O documento, entregue pela defesa de Thiago, citava motivos “de foro íntimo” como a razão para a desistência. “Thiago Borges Salvático, por seus advogados, nos autos da ação de reconhecimento de união estável post mortem movida contra João Augusto Di Matteo Liberato e outros, em curso perante esse juízo, vem respeitosamente à presença de V. Exa., com fundamento no artigo 485, parágrafo 5º do Código de Processo Civil (CPC), desistir da presente demanda, por razões de foro íntimo”, declarou o texto.

“Nesse contexto, o autor requer se digne V.Exa. de homologar por sentença a presente desistência, sem resolução do mérito, nos termos do artigo 485, inciso VIII, do CPC”, continuou o documento. De acordo com o ‘NTV’, o juiz do caso já havia homologado a decisão na última sexta-feira (29). Entretanto, a desistência de Salvático foi oficializada apenas na segunda.

Thiago Salvatico alega ter vivido uma união estável homoafetiva com Gugu. (Foto: Reprodução/Instagram)

No processo, Thiago buscava ser reconhecido como o verdadeiro viúvo de Gugu, alegando que os dois teriam ficado juntos pelos últimos oito anos. Segundo o chef, eles viviam numa união estável desde 2016, quando ele e o apresentador teriam se comprometido a passar o resto de suas vidas juntos, através de um acordo verbal.

Agora, a briga pela herança de Gugu continua através de Rose Miriam Di Matteo, mãe dos três filhos do apresentador, que ainda espera ser reconhecida como viúva dele. Há alguns meses, a médica também entrou com um pedido para ter sua suposta união estável com Liberato reconhecida pela Justiça.