Ator João Baldasserini, de “Salve-se Quem Puder”, tem suposta sextape divulgada na web; saiba os detalhes

O ator João Baldasserini é a mais nova vítima de crimes virtuais… Nesta quarta-feira (19), o artista teve seu nome atribuído a uma sextape que viralizou na web.

No vídeo, um homem aparece se masturbando na câmera e chega a mostrar o rosto, que se parece muito com o do intérprete do personagem Zezinho da novela “Salve-se Quem Puder”. A assessoria de imprensa de João Baldasserini foi procurada pela jornalista Fábia Oliveira, do jornal O Dia. No entanto, a equipe se limitou a dizer que não comenta sobre a vida íntima de seus clientes.

Continua depois da Publicidade

No Twitter, a gravação fez com que o nome do ator fosse um dos assuntos mais comentados do dia. Enquanto muitos elogiavam os dotes do homem no vídeo, outros criticaram a divulgação da filmagem. “Eu fico extremamente chocada com a galera que está achando o máximo o vazamento do vídeo do ator João Baldasserini, isso é não é legal! Foi um vídeo íntimo, o cara tem família e isso é uma violência também”, publicou uma internauta.

João Baldaserrini vive o caipira Zezinho em “Salve-se Quem Puder”. Foto: Reprodução/TV Globo

“Não é pelo fato dele não ser mulher que devemos fechar os olhos e ajudar a propagar esse abuso, porque, sim, isso foi um abuso. Gente, foi um vídeo íntimo. O nome já diz tudo. É pra ser só dele achar legal, fazer piada qualquer tipo de conivência é errado”, comentou outro.

Continua depois da Publicidade

Dois dias atrás, João celebrou seis meses da cerimônia de casamento Erica Lopes. O casal tem um filho, Heleno, de apenas três meses.

Vale lembrar que o compartilhamento de nudes e sextapes sem autorização configura crime digital. O autor da divulgação indevida pode responder por difamação ou injúria, como descrevem os artigos 139 e 140, ambos do Código Penal. A invasão de dispositivo eletrônico indevida responde pela Lei nº 12.737/12, apelidada de “Carolina Dieckmann”, após a atriz ter seu computador hackeado e suas fotos íntimas divulgadas.