Bailarina do Faustão, Natacha Horana é presa em festa em Santa Catarina, diz site; Saiba detalhes e veja vídeo

A bailarina do “Domingão do Faustão” Natacha Horana foi presa na madrugada desta segunda-feira (20) por desacato a guardas municipais que atenderam uma ocorrência em uma festa na qual ela estava em Balneário Camboriú, Santa Catarina. As informações são de Leo Dias, do jornal “Metrópoles”, que obteve um vídeo do momento em que ela foi levada.

Natacha estava hospedada em um apartamento de luxo, alugado por turistas do Rio de Janeiro, espaço onde a confusão se instalou. A Polícia Militar recebeu uma denúncia de uma festa com som alto e enviou fiscais da Prefeitura acompanhados de guardas municipais para conferir a cena.

Segundo Leo Dias, a tal festa teria cerca de 20 pessoas, de diferentes partes do Brasil. Ao perceber a presença das autoridades no local, a dançarina de 28 anos teria se trancado em um dos cômodos do imóvel, mas acabou sendo flagrada.

Foi neste contato que Natacha desacatou os guardas, segundo um boletim de ocorrência preenchido por eles. Os oficiais ainda apontaram que a bailarina, que trabalha no “Faustão” há cinco anos, demonstrava sinais de embriaguez e alteração do comportamento.

Em um vídeo obtido pelo jornalista, é possível ver o momento em que Horana deixa o prédio em direção à delegacia. Na gravação, ela aparece cercada por três oficiais, sendo mantida imobilizada com os braços algemados para trás, por uma policial mulher. A bailarina, então, é colocada na parte traseira do veículo.

Natacha foi levada para a Central da Polícia, onde foi feito um boletim de ocorrência. Segundo o documento, ela foi detida por desacato a autoridades e agressão. No entanto, não foi divulgado em qual momento ela teria praticado o ato violento, nem contra quem isso teria ocorrido.

Através das redes sociais, a bailarina mostrou que estava em um apartamento com vista para o mar neste domingo (19). Mais tarde, ela almoçou em um restaurante à beira da praia e ficou ali até o pôr do sol. Na manhã desta segunda (20), Natacha publicou um boomerang mostrando que já havia saído da delegacia e estava de volta em casa.

O que diz Natacha

Em comunicado enviado ao hugogloss.com, Horana afirmou ter alugado o apartamento com dois amigos na cidade, e que esses rapazes decidiram convidar cerca de dez pessoas para uma “reunião social”. De acordo com a assessoria da dançarina, ela teria se trancado no quarto justamente para não participar da festinha. “Natacha estava dentro de seu quarto durante todo o período da reunião e por não estar participando, acreditou que não seria necessário abrir a porta do cômodo em que já estava acomodada. Exaltados e sem paciência para explicação, rapidamente os agentes da Guarda Municipal de Balneário Camboriú, então, arrombaram a porta do cômodo“, relatou a nota.

A equipe da bailarina então lamentou o que define como uma “atitude precipitada dos agentes“. “Eles deveriam causar acalento e acabaram gerando medo invadindo o quarto que uma mulher estava sozinha dentro. Contudo e mais uma vez de forma arbitrária, os guardas municipais a algemaram e a conduziram à delegacia na viatura da guarda“, prosseguiu. O texto garantiu que em nenhum momento, a modelo teria agredido física ou verbalmente os agentes.

O respeito foi mantido a todo momento pelo lado de Natacha. Na delegacia, a dançarina assinou um termo e pôde voltar para o apartamento. Natacha está muito abalada por toda esta situação e a repercussão da mesma“, informou o comunicado. Horana, juntamente com seu advogado, Carlos Felipe Guimarães, anunciou, por fim, que tomará medidas judiciais contra os agentes pelo que considera abuso de poder.

No “Domingão” desde 2015, a dançarina está afastada da atração da Globo devido à pandemia do novo coronavírus.