Britto Jr faz comentário sobre vida amorosa de Luana Piovani, é detonado nas redes e reclama de LGBTs: ‘Não precisa desdenhar’

Britto Jr se envolveu em uma baita polêmica na noite dessa terça-feira (23) após fazer um comentário sobre a vida amorosa de Luana Piovani. O ex-apresentador de “A Fazenda” foi acusado de machismo e homofobia ao dizer que a loira precisava de um “homem de verdade” e que “muitos caras estão virando maricas”. Pois é!

Tudo começou com uma notícia que analisava as cinco fases da separação de Luana com o surfista Pedro Scooby. O jornalista, então, retuitou a matéria e escreveu: “A bela @LuanaPiovani que me perdoe, mas ela está precisando de um homem de verdade em sua vida. Eu sei que está cada vez mais difícil, com tantos caras virando maricas. É direito deles, mas mulheres maravilhosas acabam ficando sem parceiros, por falta de héteros no mercado.”

Em seguida, uma internauta criticou a declaração dele, dizendo: “Nossa, eu achei que você era mais que isso. Que comentário preconceituoso e triste”. Foi aí que as coisas esquentaram! Britto lamentou dizendo que *ele* era quem estava sofrendo preconceito. Oi!?

“Preconceito mudou de lado. Nós, héteros, viramos minoria. Não tenho nada contra quem pensa o oposto, nada. Cada qual que faça o que quiser com seu corpo, sua vida. A questão é que o preconceito agora parte da nova maioria, ao não admitir o pensamento da nova minoria”, queixou-se.

Não demorou muito para ex-apresentador da Record começar a ser detonado maciçamente nas redes sociais. “Agora entendi suas atitudes em defesa do Bolsolixo, as ideais são as mesmas, PRECONCEITUOSO”, escreveu uma menina. “O preconceito está dentro da sua cabeça”, rebateu o homem de 56 anos.

E o compilado de comentários controversos prosseguiu. “Ai, VOCÊ JURA? Cancela esse tweet enquanto dá tempo meu filho”, reclamou uma usuária do Twitter. “Você sabe que é isso. Quando uma mulher como a Luana está sobrando, é porque falta quem lute por ela”, respondeu Britto.

“Hétero minoria hahahahahaha senhor às vezes penso que seria melhor não ser alfabetizada”, disse uma seguidora, indignada. “Presta atenção nas ruas. Não tem problema, desde que a nova maioria nos respeite. Nós, que gostamos de mulher”, declarou.

“Quem é gay, bi, Lésbica não precisa desdenhar de homem que gosta de mulher ou de mulher que gosta de homem. Isso também é preconceito”, bradou o jornalista.

Ele continuou, reforçando que realmente acreditava que era o injustiçado da situação. “Foi só eu dar uma força pra Luana Piovani que surgiram várias pessoas preconceituosas invertendo tudo e me chamando de machista… LGBTs não aceitam homens que gostam de mulher. É tão normal quanto às preferências de vocês. Nada contra. Mas continuo gostando de mulher”, reforçou.

Veja mais algumas críticas que o jornalista resolveu responder: