Drake pagou montante milionário a modelo que o acusou de estupro, diz site

Drake teria pago 350 mil dólares – cerca de 1,3 milhão de reais – para Layla Lace, modelo que o acusou de estupro ainda em 2017. O acordo veio à tona nesta quarta-feira (19) após a norte-americana apresentar uma queixa contra o próprio advogado em Nova York, informou o site The Blast.

No processo, Lace dá detalhes de como teria sido abusada sexualmente pelo rapper canadense em fevereiro de 2017, após um show dele em Manchester, Reino Unido. “Drake me forçou a fazer sexo oral nele. Não foi um sexo oral comum, teve direito a um fetiche“, alegou a modelo. Morris apresentou um relatório policial em junho de 2017 e contratou seu advogado em janeiro de 2018. A polícia não seguiu com acusação, citando falta de provas.

Layla Lace acusou Drake de abuso sexual (Foto: Reprodução / Instagram)

O músico, por sua vez, alegou que sua relação com a modelo teria sido totalmente consensual. “Layla praticou sexo oral de forma voluntária“, garantiu Drake, através de seus representantes. Em setembro de 2018, o dono de “In My Feelings” entrou com um processo contra Lace, afirmando que estava sendo vítima de extorsão. Os documentos obtidos nesta quarta-feira (19), no entanto, dão conta de que Drake acabou por pagar à Layla, 1,3 milhão em novembro, num acordo, para que o processo da modelo chegasse ao fim.

Lace, por sua vez, processa agora o próprio advogado, Alexander Cabereiras, alegando que esse trabalhou junto ao defensor de Drake contra os interesses dela. Que confusão, né?! Até o momento, o rapper não se manifestou sobre a notícia de que teria pago o montante firmado em documentos para que a acusação fosse retirada.