Costa

Eduardo Costa é denunciado por estelionato após negociação de mansão

Eita! Segundo o G1, Eduardo Costa foi denunciado pelo Ministério Público de Minas Gerais (MP-MG) pelo crime de estelionato. O TJ-MJ (Tribunal de Justiça de Minas Gerais) afirmou que a denúncia foi distribuída nesta segunda-feira (29), e ainda não teria tido tempo de ser revisada por um juiz.

Segundo o portal, as investigações contra o sertanejo teriam começado em 2017. A Polícia Civil esclareceu que o imbróglio se deu quando Costa negociou um imóvel em Capitólio, Sul de Minas, avaliado entre R$ 6,5 milhões e R$ 7 milhões. Em troca, ele receberia uma casa na região da Pampulha, na capital mineira, de aproximadamente R$ 9 milhões, que pertencia a um casal.

A diferença entre os valores seria abatida pelo artista com uma lancha, um carro de luxo e uma moto aquática. Porém, o casal se surpreendeu ao tentar registrar o imóvel e descobrir que ele era alvo de uma ação civil pública. O MPF (Ministério Público Federal) pedia que a mansão fosse demolida parcialmente, por estar em uma área de preservação permanente.

Capitolio
Foto publicada por Eduardo Costa em 2014, no imóvel de Capitólio. (Foto: Reprodução/ Instagram)

Continua depois da Publicidade

De acordo com informações da colunista Fábia Oliveira, a promotoria alega que o sertanejo omitiu, de maneira dolosa, a situação judicial em que se encontrava a propriedade para conseguir finalizar a venda. Seu sócio na empresa EC13, Gustavo Caetano da Silva, também teria sido denunciado por ter assinado como testemunha e participado ativamente das negociações, segundo a jornalista.

Em 2018, o sertanejo teria chegado a prestar depoimento no Departamento Estadual de Investigação de Fraudes, em Belo Horizonte, e alegou não ter agido de má-fé, dizendo que o casal tinha conhecimento de que o terreno estava em uma área de preservação.

Por outro lado, o advogado dos compradores, Arnaldo Soares Alves, negou essa narrativa e afirmou que seus clientes não sabiam das ações judiciais envolvendo o imóvel. Para a equipe de reportagem do UOL, a assessoria do cantor disse que “não comenta sobre este assunto“.