Em processo judicial, Johnny Depp alega que Amber Heard o machucou com uma garrafa de vodca; astro também admite ter escrito com sangue nas paredes durante briga

A história conturbada de Johnny Depp e Amber Heard ganhou um novo capítulo. O ator tornou uma de suas alegações sobre a briga do casal pública, declarando que Amber teria jogado uma garrafa de vodca nele, machucando bastante seus dedos. Ele também acrescentou que, em seguida, ela teria apagado um cigarro em sua bochecha.

Johnny documentou uma resposta reformulada aos processos de difamação contra o “News Group Newspapers Limited” e o colunista Dan Wootton, que dizem respeito a um artigo de 2018. A matéria em questão se referia ao astro como “espancador de esposas”.

O site The Blast alega ter tido acesso a novos documentos judiciais, em que Depp revelou informações sobre a briga que ocorreu em março de 2015 entre ele e ex-mulher, na Austrália. Ele afirma que tudo começou após conversas de Heard com seus advogados sobre sua “intenção de entrar em um acordo pós-nupcial”, o que teria feito a atriz “ficar muito furiosa”.

Amber Heard e Johnny Depp em premiação. (Foto: Getty)

O intérprete de Jack Sparrow também confessou que estava se esquivando de Amber no fatídico dia, mas depois de não tomar um drinque por mais de um ano, ele “procurou evitar a Sra. Heard indo ao bar do andar de baixo da casa. Ela o seguiu, gritando de forma abusiva”, diz o jornal.

É aqui que a coisa teria ficado tensa. Ao descer para o bar, o artista falou que “se serviu de um copo de vodca e bebeu”. Em seguida, sua ex-mulher teria jogado a garrafa da bebida em cima dele, e errado. Quando ele bebeu outro copo, ela teria arremessado uma segunda garrafa, que resultaria no infame dedo machucado de Depp. “Depois, a Sra. Heard ainda apagou um cigarro em sua bochecha direita”, afirmaram os advogados do ator.

O The Blast compartilhou uma foto tirada em um hospital australiano, horas após o suposto incidente ter acontecido. Para vê-la, clique aqui. Na imagem, vemos o ator deitado em uma maca de hospital, com a mão enfaixada, e o que a equipe jurídica de Depp diz ser a queimadura de cigarro em sua bochecha.

Por fim, ele admitiu ter “escrito coisas em um espelho e paredes com sangue e tinta a óleo”, mas negou as acusações de que urinou pela casa e que tomou ecstasy durante a viagem.

Relembre o caso:

Amber Heard e Johnny Depp se conheceram nos sets de “The Rum Diary” (que aqui ganhou o título “Diário de um Jornalista Bêbado”), em 2011 e ficaram noivos em janeiro de 2014. O ex-casal chegou a celebrar a união por pelo menos duas vezes: a primeira na mansão do astro em Los Angeles e a segunda na ilha particular de Johnny, a Little Hall’s Pond Cay, nas Bahamas, ambas em fevereiro de 2015. O pedido de divórcio foi apresentado em maio de 2016, quando Amber acusou Depp de tê-la agredido fisicamente.