Ex-participante do “Are You The One?” norte-americano afirma ter sido drogada e abusada no programa; saiba detalhes

Neste domingo (18), o portal Daily Beast trouxe à tona uma denúncia gravíssima feita por Gianna Hammer, ex-participante da 5ª temporada do “Are You The One?” norte-americano, contra a equipe do reality show e um dos seus colegas de elenco. Segundo o relato, a jovem teria sido drogada pelos produtores do programa, e consequentemente foi abusada sexualmente por um dos competidores da atração.

No reality show, exibido pela MTV, 10 rapazes e 10 moças viajam para um destino paradisíaco e moram juntos na mesma casa. De acordo com as características e gostos pessoais, a produção faz o “match” dos casais, mas não informa para eles. Durante a convivência, cercada de festas, bebidas e barracos, os participantes precisam descobrir quem é sua “alma gêmea”.

Foi na metade das gravações da quinta temporada do “AYTO?”, na República Dominicana, que Gianna Hammer teria sofrido os abusos. Para a publicação, a moça explicou que estava muito bêbada e protagonizou uma discussão com um dos rapazes do elenco. De acordo com seu relato, ela foi contida por três produtores do programa, que lhe deram uma dose do medicamento antidepressivo e ansiolítico Zoloft, embora ela tenha dito que não deveria tomar o medicamento enquanto bebia.

Continua depois da Publicidade

“Eu sei que meus colegas de elenco disseram que eu sempre dizia para eles: ‘Não devo fazer isso [tomar o remédio] quando estou bebendo. Eu não devo fazer isso quando estou bebendo’. Eles ainda disseram que estava tudo bem, que não era uma dosagem alta o suficiente ou algo assim. Então, eu tomei”, explicou Gianna. A moça afirmou que no dia seguinte não se lembrava direito o que tinha ocorrido, mas logo foi chamada para comparecer ao local em que os produtores da Lighthearted Entertainment ficavam instalados. Assim, eles poderiam discutir os eventos da noite anterior.

Hammer contou que foi surpreendida com a notícia de que tinha ido para a cama com um dos competidores, e em certo momento, outros participantes a escutaram gritar “não” e entraram no quarto para tirá-la de lá. Ainda, a moça afirmou que os produtores começaram a questioná-la se eles deveriam expulsar o participante, mas ao mesmo tempo tentavam de toda forma convencê-la que essa não era a melhor medida.

“Eles fizeram esse comentário, dizendo: ‘Ele voou até aqui, fizemos todos esses testes para ele, ele tem uma combinação perfeita [com uma das participantes] nesta casa, seria muito mandá-lo de volta, ele teria que gastar o resto do tempo em um hotel sozinho'”, revelou Gianna Hammer sobre o que teria ouvido na ocasião. A norte-americana explicou que o rapaz continuou no programa e as únicas medidas tomadas pela equipe foram tirá-lo do quarto principal e mandá-lo dormir no sofá, e proibir que ele e Gianna ingerissem bebida alcóolica no resto da temporada.

Gianna Hammer já tinha falado do caso nas redes sociais, mas só agora tomou coragem para dar detalhes, inclusive, sobre as investigações que foram feitas pela MTV. Foto: Reprodução

Hammer também disse que foi convidada a assinar um documento dizendo que ela não poderia falar sobre os eventos durante as filmagens e as cenas do incidente nunca seriam usadas. A ex-participante do reality show explicou ao Daily Beast que somente depois conseguiu recuperar a memória de tudo que aconteceu,  após conversar com os outros membros do elenco. Inclusive, cinco integrantes da temporada confirmaram a veracidade de partes da história.

Continua depois da Publicidade

O ex-namorado de Gianna, Hayden Weaver, contou que chegou a enviar um e-mail para a MTV falando sobre o incidente, mas recebeu uma resposta “desagradável”. No desabafo para o site, Hammer comentou das cicatrizes que o caso deixou e o motivo de finalmente falar de tudo o que aconteceu. “Acho que eu realmente pensei sobre isso e fiquei tipo, ‘Uau, isso foi realmente f*dido’; Eles nunca deveriam ter me deixado em uma posição insegura. Afinal, sou definitivamente uma pessoa mudada depois disso tudo”, lamentou.

Posicionamento da MTV norte-americana

Uma fonte conversou com o site The Wrap e revelou que a vice-presidente de investigações e relações com funcionários da Viacom realizou duas apurações internas bem antes do caso vir à tona pelo Daily Beast. O processo teria começado ainda em junho de 2020, quando Hammer falou no TikTok que tinha sido “drogada e abusada sexualmente” no reality show. Nesta época, a executiva da empresa entrou em contato com a jovem.

@giannahammersince most my followers on here are super interested in my AYTO experiences and stories. #fyp #sexualassault #realitytv #FindYourCore♬ original sound – giannahammer

A conversa foi exposta por Gianna Hammer no último final de semana. “Basicamente, ela [a vice-presidente] disse que viu algumas coisas que estavam rolando [na internet] e que foi informada de que havia acontecido um possível incidente. Ela disse: ‘Não queremos que nada assim passe despercebido ou minimizado’. Acabamos conversando ao telefone por duas horas”, recordou a jovem.

BBB21: Quem você quer que seja eliminado?

  • Caio (69%, 80.942 Votes)
  • Fiuk (29%, 34.434 Votes)
  • Gilberto (2%, 2.638 Votes)

Total Voters: 118.014

Vote

Carregando ... Carregando ...

Posteriormente, Gianna Hammer foi informada pela emissora sobre o resultado da investigação interna junto à Lighthearted Entertainment. “A produtora admitiu que houve um incidente com os comprimidos”, disse. Sobre o abuso sexual, a empresa teria inventado uma outra história. “Eles falaram sobre uma situação ocorrida na hidromassagem, que não aconteceu, nunca tivemos uma banheira de hidromassagem”, afirmou a ex-participante do reality show. A MTV também teria dito para a jovem que não trabalharia novamente com o rapaz envolvido na história.

Continua depois da Publicidade

Com a repercussão negativa do caso, a emissora afirmou que iniciará uma investigação independente sobre todas as denúncias feitas por Gianna, e que a produção da nona temporada do reality show seguirá suspensa sem previsão para ser retomada. “Levamos essas questões muito a sério e pausamos a produção para conduzir uma investigação independente sobre as alegações, a empresa de produção terceirizada e revisar nossos protocolos de segurança internos”, disse o porta-voz ao The Wrap. A quinta temporada de “Are You The One?” também foi retirada das plataformas de streaming.

A produtora Lighthearted Entertainment, por sua vez, disse em um comunicado ao Daily Beast que “cooperará com total transparência” nas investigações. “Estamos confiantes de que qualquer revisão irá confirmar os protocolos de segurança que temos há muito tempo em vigor nos sets de gravação do ‘Are You The One?'”, escreveu.