Mais um! Drake processa mulher que alega ter sido estuprada e ter um filho dele

Mais uma polêmica sobre paternidade toma conta da vida de Drake. O cantor entrou com um processo contra Layla Lace, uma mulher que alega ter sido estuprada e que teria um filho do rapper. De acordo com o site TMZ, na ação, Drake afirma que não há provas de que ele seria o pai do bebê e nega ter violentado Layla.

No processo, ele conta que conheceu a mulher em 2017, durante a passagem da Boy Meets World Tour em Manchester, Inglaterra. De acordo com Drake, os dois passaram uma noite juntos e tudo o que aconteceu foi consensual, mas que ela teria ficado chateada por não ter sido levada com ele para o resto da turnê.

*Leia também:
Heidi Klum conta que ignorou cantada de Drake no ‘zap’ e manda recado para o rapper

Que mara! Millie Bobby Brown surpreende ao revelar sobre o que costuma conversar com o amigo Drake!

Drake também fala que, após essa noite, Layla teria mandado diversas mensagens e que ele chegou a responder algumas, mas que logo ficou sem “tempo ou energia para responder” e a ignorou. Para ele, a mulher teria criado um “relacionamento de fantasia”.

A história começa a esquentar quando, em abril de 2017, ela compartilhou uma imagem no Instagram com prints das conversas dos dois e um desabafo na legenda. “Então eu acho que a novidade é que depois que você diz a um cara que você está grávida, eles param de atender o telefone!!! Uma lição que eu aprendi em toda essa situação é que você nunca deve ser ingênua quando um cara desrespeita você“. Layla excluiu o perfil, mas a internet foi rápida e garantiu um print da publicação.

View this post on Instagram

#Drake is allegedly suing Instagram model/adult entertainer #LaylaLace for extorting him on allegations of rape and her being impregnated by the rapper. Drake alleges that Lace came up a scheme to extort money from him by claiming that he got her pregnant while on his Boy Meets World Tour in February 2017. Drake says that after his stop in Manchester, England, Lace came back to his hotel and they had consensual sex. Layla also voluntarily and seemingly happily performed oral sex. Lace took things much further in the following months. And begin constructing a fantasy relationship with Drake that included text messages exchanged between the two. She even went on a radio show to air Drake out and claim him as the father of her child. When he would not respond to the allegations, Lace went to the police and reported that Drake raped her. He was cleared of those allegations, but is now counter suing for civil extortion, emotional distress, fraud, abuse of process, and defamation. 👀 y’all think he gonna use the Money to finish his new mansion? 🤔😂🤷🏽‍♂

A post shared by Katdaddy Marshall (@katdaddymarshall) on

Além disso, ela também foi à rádio SiriusXM para informar a gravidez. Ao ser perguntada como ela tinha certeza de que o bebê era de Drake, Layla respondeu: “Eu sei com quem eu saio e quando me protejo. Eu tenho 100% de certeza. Ele sabe disso“.

Voltando ao processo, Drake relata que a mulher contratou uma advogada e exigiu dinheiro pela criança e por difamação, por conta de uma reportagem publicada pelo TMZ em que ele dizia que a situação nunca havia acontecido. O processo ainda alega que Layla se recusou a fazer um teste de paternidade. “Não há provas críveis de gravidez, nem de qualquer bebê, que teria nascido no outono passado“, disse Drake na acusação.

O astro ainda conta que, mudando de planos, ela teria ido às autoridades de Nova York e alegado que Drake a havia estuprado. Segundo ele, a mulher teria exigido milhões de dólares em troca de silêncio. Drake está processando Layla por extorsão civil, sofrimento emocional, fraude, difamação e abuso de processo.