MC Andinho revela que irá cobrir tatuagem que fez de Anitta e explica motivo: “Tive alguns sonhos”

MC Andinho fez questão de demonstrar sua gratidão a Anitta após abrir o show dela no Rock in Rio no ano passado e tatuou o rosto da cantora em seu braço. No entanto, oito meses depois, o funkeiro já está pronto para se despedir da homenagem e revelou que pretende cobrir o desenho.

Procurado pela colunista Fábia Oliveira, do jornal ‘O Dia’, Andinho explicou o motivo da decisão e garantiu que não teve qualquer desentendimento com Anitta para o fazer mudar de ideia. “Tenho muito amor e carinho por ela, sobretudo gratidão”, explicou.

O dono dos hits “Já é Sensação” e “Corpo Nu” revelou que parte de sua razão está relacionada ao aprendizado sobre ‘idolatria’, um amor excessivo ou admiração exagerada por alguém. “Depois que fiz o desenho, muitas pessoas, principalmente no meu dia a dia me falavam sobre idolatria, para eu estudar sobre, e eu passei a me sentir muito incomodado com o que pesquisei”, relatou.

Continua depois da Publicidade

Outro motivo teve a ver com espiritualidade e o deu inspiração para o desenho que vai fazer por cima do rosto da cantora carioca. “Passei a ter alguns sonhos que prefiro não revelar, mas nada com a Anitta, entre eu e Deus e resolvi fazer um Leão para cobrir”, revelou.

Por fim, ele reforçou que mantém a relação de admiração e respeito pela artista. “Sigo com o mesmo sentimento por Anitta. O que ela fez por mim e pelo funk não se paga com tatuagem, vai além da pele. Quando fiz o desenho queria registrar aquele dia, que foi surreal e, claro, agradecer. Mas ela sabe da minha índole, como disse, vai além”, concluiu.

Resultado da tatuagem que Andinho tinha de Anitta (Foto: Reprodução/Instagram)

Continua depois da Publicidade

Com a proposta de levar o funk para o palco mundo do Rock In Rio 2019, Anitta dividiu seu tempo de apresentação com Andinho. Logo no início do show, a musa surpreendeu com a participação especial do artista, que não havia sido anunciado. O músico ficou com a responsabilidade de dar o tom à festa, abrindo a apresentação de Anitta com alguns dos hinos mais lendários do funk brasileiro.

O MC fez a tatuagem cerca de um mês após a apresentação no festival. Pelo Instagram, em um post já deletado, ele justificou a decisão. “Resolvi fazer essa singela homenagem porque o funk tem uma referência para falar daqui a 100 anos e eu quero valorizá-la agora”, escreveu na época.

“Anitta é o tesouro da nossa música, pelo talento, sobretudo pela inteligência de explorá-lo. A maior empreendedora musical que já vimos. Estudei Anitta, mas não consegui interpretá-la, esse furacão”, elogiou na sequência.