Famosos

Pai de Meghan Markle divulga carta, supostamente, escrita por ela para reatar a relação: “O mais doloroso de tudo”

Jonas Lirio - Publicado em 10/02/2019 às 20:57
Compartilhe: Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Pinterest Compartilhar no Whatsapp Compartilhar no E-mail

Mais detalhes do complicado relacionamento entre a Duquesa de Sussex, Meghan Markle, e seu pai vieram à tona. Neste domingo (10), o jornal britânico Daily Mail publicou uma carta compartilhada por Thomas Markle, supostamente escrita por Meghan a ele. No documento, a ex-atriz pediria ao pai que evite falar com a imprensa e admitiria: “Suas ações destruíram meu coração em um milhão de pedaços”. 

Escrita em agosto de 2018, a carta de cinco páginas começa já bem sincera e emocional: “Papai, é com o coração triste que escrevo isso, sem entender por que você escolheu esse caminho, fazendo vista grossa à dor que você está causando. Suas ações destruíram meu coração em um milhão de pedaços — não só porque você causou uma dor tão desnecessária e injustificável, mas por escolher não contar a verdade ao ser trazido para isso. Algo que nunca vou entender”.

A relação de Meghan com Thomas foi de mal a pior desde que a ex-atriz de “Suits” se envolveu com o Príncipe Harry, com quem se casou em maio do ano passado. Na carta, ela também cita a polêmica que antecedeu o casamento, quando seu pai anunciou que ficaria de fora da cerimônia após sofrer dois ataques do coração. “Na semana do casamento, descobrir por um tablóide que você teve um ataque foi assustador. Eu liguei e mandei mensagem… Eu implorei para que você aceitasse ajuda – nós mandamos uma pessoa até à sua casa… e, ao invés de falar comigo para aceitar qualquer ajuda, você parou de atender o telefone e escolheu só falar com tabloides”, diz Meghan na carta.

Um casamento para recordar! (Foto: Getty)

A Duquesa de Sussex também fala para o pai sobre as mentiras que ele teria contado para a imprensa. “Você disse que eu nunca te ajudei financeiramente e que nunca pediu ajuda, o que também é mentira. Você me mandou um e-mail em outubro que dizia: ‘Se eu dependi demais de você com ajuda financeira então me desculpe, mas por favor, você poderia me ajudar mais e não como moeda de troca pela minha lealdade?”.

Na carta, Meghan faz referências à sua meia irmã, Samantha, (“inventadas pela sua outra filha, que eu mal conheço… Você me viu sofrer em silêncio nas mãos das mentiras cruéis, eu fiquei devastada”) e ao marido Harry. “Ouvir os ataques que você fez ao Harry na imprensa, que foi nada além de paciente, gentil e compreensivo com você é, talvez, o mais doloroso de tudo”.

*Leia também:

– Meghan Markle diz que ela e Harry não sabem o sexo do bebê: ‘Não importa’

– História invertida! Amigas de Meghan Markle revelam que duquesa foi ignorada pelo pai horas antes do casamento com Harry

– Amigas íntimas de Meghan Markle se pronunciam pela primeira vez, desmentem tabloides e falam sobre “bullying global” contra duquesa

Ela termina seu longo recado a Thomas Markle com o que parece ser uma última tentativa de resolver as coisas: “Se você me ama, como diz à imprensa, por favor pare. Por favor, deixe-nos viver nossas vidas em paz. Por favor, pare de mentir, de criar tanta dor, de exploração meu relacionamento com meu marido. Eu entendo que você está tão afundado no que criou que sente que não tem saída, mas se você parar um momento acho que verá que ser capaz de viver com a consciência limpa é mais valioso do que qualquer pagamento no mundo”.

Ao Daily Mail, Thomas afirmou que trazer a carta a público foi a solução que encontrou para rebater a reportagem da revista People, divulgada no início da semana, na qual cinco amigas de Meghan citam o documento e dizem que esse foi uma tentativa de conciliar a relação em particular. Para ele, a carta estaria longe disso e o teria deixado “devastado”. Geeente, que babado, né?!