Thaila Ayala cria marca de roupas chamada “Vir.Us 2020” e é criticada; Após repercussão, atriz muda o nome e se manifesta: “Nunca quis romantizar a pandemia”

Nesta segunda-feira (08), o nome de Thaila Ayala foi um dos assuntos mais comentados do dia, após o anúncio do lançamento de uma marca de roupas chamada “Virus 2020”. Prontamente, a ideia da empresa e seu nome receberam críticas pela web. Após a repercussão, a atriz quebrou o silêncio e se manifestou sobre a polêmica.

Na manhã de hoje, o Instagram da marca viralizou, explicando a origem do nome “Virus”, com referências à pandemia da Covid-19. “Um vírus fez estremecer o planeta, fechar fronteiras, monitorar governos, segregar pessoas, amedrontar consciências e trancar portas. Imagina quando for o vírus do amor, da empatia e da união entre todos os seres?”, disse o texto na rede social, concluindo com um convite para “viralizar o melhor da vida e construir um novo mundo mais colorido”. Olha só:

Marca de roupa “Virus 2020” causou polêmica nas redes sociais. (Foto: Reprodução/Instagram)

Continua depois da Publicidade

Nas redes sociais, o assunto foi alvo de muito feedback negativo. “37 mil e 132 mortos. Uma pandemia fora do controle. Daí a Thaila acha uma ótima ideia criar AGORA uma marca de roupas chamada Virus 2020”, escreveu um usuário. “Não teve uma viva alma próxima desse ser que trouxesse um pouco de noção de realidade pra ela? Querem lacrar e lucrar a todo e qualquer custo mesmo”, comentou outro. Confira algumas reações:

Continua depois da Publicidade

A recepção do público fez com que a empresa mudasse o nome e com que Ayala abrisse o jogo sobre a situação. “Estou acompanhando toda repercussão sobre o lançamento de AMAR.CA – já mudamos o nome. E quero pedir desculpas a todos vocês que apontaram as incongruências. Nunca quis romantizar a pandemia. Esse assunto nunca deve ser romantizado”, escreveu ela, através do seu perfil pessoal.

Continua depois da Publicidade

A atriz, que interpreta Helô em “Coisa Mais Linda”, deu detalhes da empresa e disse por que optaram por abandonar o nome “Virus”. “Eu entrei como sócia de duas amigas que foram atingidas pela pandemia e, por causa dela, estavam com suas produções paradas. Pensamos em criar algo que gerasse renda neste momento, que fosse uma maneira de ajudar. Entendo que a escolha do nome não foi feliz e não hesitamos em mudar”, explicou Thaila.

Após a polêmica, Thaila Ayala diz ter reconhecido que não é certo romantizar a pandemia. (Foto: Getty)

A artista ainda afirmou que sua empresa estaria aberta às críticas. “Jamais quis ser insensível a quem está de luto neste momento delicado. Estamos abertos ao diálogo. Já tinha sido pedido que os comentários não fossem apagados nem silenciados nos posts, se algo assim voltar a acontecer, nos cobrem! Vamos sempre reforçar o compromisso com vocês, ouvir e melhorar”, pontuou. Dá uma olhada:

View this post on Instagram

Estou acompanhando toda repercussão sobre o lançamento de AMAR.CA – já mudamos o nome. E quero pedir desculpa a todos vocês que apontaram as incongruências. Nunca quis romantizar a pandemia. Esse assunto nunca deve ser romantizado. Eu entrei como sócia de duas amigas que foram atingidas pela pandemia e, por causa dela, estavam com suas produções paradas. Pensamos em criar algo que gerasse renda neste momento, que fosse uma maneira de ajudar. Entendo que a escolha do nome não foi feliz e não hesitamos em mudar. Jamais quis ser insensível a quem está de luto neste momento delicado. Estamos abertos ao diálogo. Já tinha sido pedido que os comentários não fossem apagados nem silenciados nos posts, se algo assim voltar a acontecer, nos cobrem! Vamos sempre reforçar o compromisso com vocês, ouvir e melhorar.

A post shared by Thaila Ayala (@thailaayala) on

Continua depois da Publicidade

Apesar da mudança de nomes, muitos seguiram questionando a ideia, como é o caso de Felipe Neto. “Mudarem o nome pra “Amarca” não vai apagar o vexame. Sugestão? Tirem do ar, esperem uns meses e tentem de novo”, opinou o youtuber. O influencer Victor Oliveira também se surpreendeu: “O insta foi apagado, mas meu Deus? Não tinha ninguém para avisar?”. Vem ver: