Yasmin

Yasmin Brunet se revolta após derrota de Gabriel Medina: “Absurdamente roubado!”; Web também reage com indignação

Revolta! Yasmin Brunet não ficou nada feliz com o desfecho da participação de Gabriel Medina, seu marido, nas Olimpíadas de Tóquio 2020. A modelo fez uma live durante a semifinal, disputada entre o brasileiro e o japonês Kanoa Igarashi nessa madrugada (27), e ficou indignada ao ver o amado perder. Ela afirmou que o surfista teria sido roubado em suas notas e incentivou os seguidores a fazerem barulho nas redes sociais.

O COB [Comitê Olímpico do Brasil], a CBSURF [Confederação Brasileira de Surf], essa galera está lá pra representar os brasileiros, pra defender eles. Todo mundo aqui viu que o Gabriel foi absurdamente roubado. Eles fizeram alguma coisa? Não. Vão fazer alguma coisa? Não, não vão fazer nada“, disparou ela, bastante nervosa.

O casal já está bastante descontente com o COB desde ante do começo das Olimpíadas. Por conta da pandemia, cada surfista só pôde levar um acompanhante. Sabendo disso, Medina quis levar Yasmin no lugar de Andy King, seu treinador. O Comitê, entretanto, negou o pedido do atleta. Segundo a instituição explicou ao UOL, “o credenciado tem que ser um profissional que tenha ligação com a modalidade“.

Continua depois da Publicidade

Na live, a loira incentivou seguidores e fãs do surfista a cobrarem o Comitê. “Quero pedir pra vocês irem lá no Instagram do COB, da CBSURF, do Time Brasil, esses negócios, perguntem por que vão deixar um atleta deles ser completamente roubado. Por quê? É assim que eles defendem os atletas? Eu acho que agora vocês vão começar a entender o que eu estava falando desde o início. Por favor, se puderem, vão lá no Instagram deles só pra questionar por que eles não representam os atletas que levam para as Olimpíadas“, disparou.

Continua depois da Publicidade

Medina também se manifestou em seu Instagram após a derrota. “Dei meu melhor, é fod* quando isso acontece, dá uma tristeza, desculpa galera… valeu pela torcida! Seguimos! Fé em Deus!“, escreveu ele. Nos comentários, Yasmin voltou a mostrar sua revolta. “Você foi incrível! Fez tudo o que poderia fazer e mais um pouco. Tenho muito orgulho de você! Estamos do seu lado e não vamos fingir que não vimos o que aconteceu. Foi roubado na cara dura. Só gostaria muito que alguém se posicionasse e te defendesse… te amo, meu lindo“, soltou Brunet.

O surfista não se classificou para a final e acabou levando a pior na disputa pela medalha de bronze, contra o australiano Owen Wright. Nas redes sociais, brasileiros também ficaram revoltados com toda a situação e apontaram que Gabriel teria sido roubado para beneficiar Igarashi, uma vez que ele é o representante do país sede da competição. Em entrevista à TV Globo, Medina lamentou o resultado.

É triste quando isso acontece. Muita gente mandou mensagem… É difícil passar o ano treinando, se esforçando, e chegar nisso. Mas minha parte fiz, estou amarradão, fiz o meu melhor, e agora é continuar trabalhando. Têm coisas que não dá para entender, mas tinha que ser assim. Hoje surfei bem, infelizmente não deu. Agora é voltar para casa e descansar… Aconteceu tanta coisa que, na real, o que vier é lucro. Estou mais preocupado em surfar, fazer meu melhor, e é difícil esperar dos outros, então é tentar fazer o meu“, desabafou.

A fonte da reclamação foi uma nota recebida pelo japonês, já no final da bateria. O brasileiro liderava com folga a disputa, quando seu adversário fez uma manobra aérea e conquistou uma nota 9.33, um pouco mais do que ele precisava para assumir a liderança. A bateria acabou terminando 17.00 a 16.76. Acontece que, alguns minutos antes, Medina havia realizado uma manobra muito parecida com a de Kanoa, mas recebeu apenas 8.44.

Continua depois da Publicidade

Os internautas fizeram vídeos comparando as performances dos dois, e acreditam que a do brasileiro tenha tido um grau de dificuldade maior. A expectativa dos torcedores era que acontecesse uma dobradinha brasileira no pódio, com Medina e Ítalo Ferreira conquistando medalhas. O dia não foi bom para Gabriel, mas Ítalo estava com tudo e venceu do japonês na final, se consagrando como o grande campeã no primeiro ano em que o surfe participou das Olimpíadas. Que honra! Veja algumas reações dos internautas às disputas do surfe:

Continua depois da Publicidade