BBB20: Após acusações de estupro contra Felipe Prior, Anitta é questionada por internautas sobre convite feito ao ex-BBB para festa em sua casa, e cantora rebate: “Abomino qualquer ato de violência”; confira

Após as acusações de estupro e tentativa de estupro de Felipe Prior virem a público através de uma matéria da Marie Claire, algumas celebridades foram cobradas para se pronunciarem sobre o caso. Uma delas foi Anitta — anteriormente, a cantora havia convidado o ex-BBB para uma festa em sua casa, quando a quarentena do novo coronavírus terminasse. Em suas redes sociais, a estrela esclareceu sua atitude e deixou claro que abominava as acusações referentes ao arquiteto.

“Gente, eu segui o Prior e mandei mensagem dizendo que a primeira festa que tivesse na minha casa ele tava convidado faz tempo, justamente porque, por um momento, achei que ele tinha se arrependido de comportamentos inadequado que teve na casa. Eu Twittei sobre isso várias vezes”, ela escreveu em seu perfil no Twitter.

E continuou: “Não tô entendendo a surpresa. Assim como vocês, eu também não conheço ele. Por isso não fiz campanha nenhuma pra ninguém. Realmente as acusações que surgiram sobre ele são graves. Como uma mulher feminista, abomino qualquer ato de violência contra nós mulheres”. 

Não satisfeitos, muitos usuários da rede começaram a fazer perguntas para Anitta relacionadas ao caso. “Como você chama alguém que não conhece pra sua casa, amada???”, indagou uma menina. “Opa nunca viu festa na minha casa, não?? Eu chamo qualquer um que seja animado. Até promoção fiz pra quem quiser ir”, retrucou a artista. Outro usuário questionou a mensagem de Anitta, afirmando que ela tinha, sim, apoiado Prior: “Você gravou vídeo comemorando a vitória dele em um Bate Volta, você declarou que era um dos seus favoritos e ainda por cima, ele te entregou que você e sua família estavam em um vídeo gritando o nome dele”. A cantora, por sua vez, não deixou barato. “Volta aqui no meu Twitter que você vai ver eu mesma twittando minhas opiniões sobre ele no jogo. Eu comemorei esse dia juntinho do Brasil todinho. Ah, vá catar um livro pra ler nessa quarentena. Eu não sou de duas palavras nem de mau caratismo”, respondeu.

“Assume que fez um papel ridículo, o cara lá dentro deu indício de que era agressivo, machista, inclusive foi o motivo de ter saído, e você como ‘mulher empoderada’ ainda convida esse nojento pra uma festa? Ah, me poupe viu”, disse outra seguidora. “Da mesma forma que tem gente do BBB que paga de feminista que todo mundo idolatra, mas que já sentou comigo na mesa e me tratou que nem um pedaço de merda porque eu era ‘funkeira e rodada’, então cada um com seu cada qual”, respondeu Anitta.

Ainda a outro usuário, que já deletou seu tuíte, Anitta postou a seguinte mensagem: “Feminista de Taubaté é quem fala o que vocês da internet querem ouvir pra virar Top, mas na vida real pisa na primeira mulher que ver na frente que não se enquadra. Te mando um livro cheinho de coisas que fiz e faço botando minha cara a tapa, não só por mim, mas por várias”.

Para completar, ela deixou seu recado. “Ao invés de estarem apontando o dedo pra mim só porque fui espectadora de um programa e curti um participante sem saber NADA do passado dele. Deviam estar prestando solidariedade e apoio à coragem das mulheres que denunciaram um estupro”, falou.

E concluiu: “Se ele (ou qualquer outro) estuprou, assediou, agrediu, qualquer mulher… que paguem pelo que fizeram (sem sombra de dúvidas). E não existe passada de pano pra isso. Agora, eu (que não fiz absolutamente nada) que não tenho o que pagar”.