Boca Rosa

Bianca Andrade se manifesta após críticas por super roteiro de stories e menção ao filho: “São os meus limites”; assista

Boca Rosa mostrou a organização de suas redes sociais, e foi acusada de usar o filho e forçar engajamento

Nesta quarta (1º), Bianca Andrade viu seu nome envolvido em uma polêmica, quando resolveu compartilhar seu “planejamento de stories” com o público. A empresária dividiu opiniões ao citar o filho, o pequeno Cris, na lista e foi acusada de usar o neném para gerar engajamento. Outra parte do público afirmou que entende se tratar de uma estratégia, mas que seguir um roteiro pronto tira a “veracidade” do influenciador. Durante a noite, Bianca explicou de onde surgiu a ideia de organizar suas redes sociais e se manifestou sobre as críticas.

“Gente, eu vi que saiu em vários lugares o planejamento que eu mostrei para vocês, e isso dividiu opiniões. Uma galera até faz também estratégia, marketing digital, e tem uma galera que acha um absurdo, falando que eu conto stories do meu filho, e muita gente achou legal também”, iniciou.

Segundo a influenciadora, o planejamento, que seria para agradar os próprios seguidores, começou a ser usado recentemente: “Antes que vocês pensem que tudo é completamente estratégico em um sentido ruim, vou explicar. Na verdade, esse planejamento aconteceu justamente por eu me enfiar tanto em reunião e trabalho, e às vezes não conseguir postar com periodicidade. Eu gosto de ser boa em todas as áreas e isso virou uma meta minha, porque eu quero melhorar. Fizemos um estudo baseado em tudo o que vocês gostam de assistir, porque faço stories para vocês”.

Bianca mostrou seu planejamento de redes sociais. (Foto: Reprodução/Instagram)
Bianca mostrou seu planejamento de redes sociais. (Foto: Reprodução/Instagram)

Entre as obrigações diárias de Andrade na ferramenta, estavam publicar um vídeo de ‘bom dia’, com uma xícara de café, mas apenas caso acordasse antes das 9h, e dividir algo fofo do Cris, em no máximo três stories. Boca Rosa então rebateu as críticas de que usaria o filho para gerar engajamento. “Fizemos estudos com vocês aqui mesmo pra desenvolver essa estratégia. Vocês amam ver meu filho, por isso colocamos ali no planejamento. E sim, eu limito os stories do meu filho, me preocupo em não fazer uma super exposição do Cris, porque eu sou mãe, gravo ele o tempo inteiro, mas quero preservar um pouco, ele é um bebê. Não me importo de postar o Cris, mas ainda estou me entendendo como mãe e quais são os meus limites”, explicou.

Bianca reforçou que o Instagram é sua principal ferramenta de trabalho e, por isso, é importante ter metas e seguir um roteiro: “Eu me cobro porque esse é meu trabalho, eu tenho que ter um storytelling aqui no meu dia a dia. Quanto mais eu posto, mais eu vendo, mais eu faturo, mais eu crio possibilidades dentro da minha equipe e de tudo o que eu estou construindo. Planejamento e estratégia são tudo na minha vida, tudo que construí foi através disso. E eu aconselho todos a fazerem isso, porque traz resultado”.

“É a primeira vez que eu monto um planejamento para os stories e vamos ver. Não vou fazer um conteúdo vazio, vou fazer algo que agregue na vida de alguém. Durante a semana, eu vou contando o que consegui fazer ou não. Se eu não cumprir, faz parte. Mas teve planejamento e vai ter uma melhora significativa. Muita coisa que eu era ruim, quando eu comecei a estudar sobre isso, eu evoluí muito. É o meu jeito, o meu método de trabalhar. Eu sou completamente estrategista”, concluiu. Assista:

Continua depois da Publicidade

Continua depois da Publicidade

Parte dos internautas também apontou que o planejamento deixaria o conteúdo “artificial e forçado”. No Twitter, a empresária fez questão de reafirmar que tudo é parte de um estudo para melhorar seu desempenho com os seguidores. “Foi no marketing que aprendi a fazer meus planejamentos estratégicos diários, semanais e mensais. Foi quando parei de procrastinar e passei a ter orgulho do meu desempenho. Isso não é ser artificial, isso é ser intencional. Vai na fé que dá resultado”, argumentou.