Brad Pitt se pronuncia pela primeira vez sobre rumores de novo romance, e relembra sua relação com a maconha: “Vivia me escondendo”

Toda semana, a vida pessoal de Brad Pitt estampa as capas de revistas de fofocas nos Estados Unidos — sempre o envolvendo romanticamente com alguma atriz. O último “caso” que o ator estaria tendo, inclusive, seria com a atriz Alia Shawkat. Agora, pela primeira vez, o astro se abriu sobre o assunto em uma nova entrevista ao The New York Times, em que falou sobre os bastidores da fama e como nem tudo é o que parece, principalmente tratando-se sobre seus supostos “romances”.

“Eu não faço de tudo para evitar, eu apenas não procuro”, explicou ao ser perguntado se lê fofocas sobre si mesmo. “Eu não sei quantas mulheres eles dizem que eu namorei nos últimos dois ou três anos, mas nenhuma é verdade”, afirmou.

Como a maioria das estrelas, Brad chegou a um ponto de sua carreira que decidiu ignorar as informações que saem na mídia sobre si. “Eu tive momentos em que vi fotos minhas de anos atrás e pensei: ‘Esse garoto parece OK’. Mas eu não me sentia assim por dentro”, revelou. E acrescentou: “Eu passei a maior parte dos anos 90 me escondendo e fumando maconha. Eu ficava desconfortável demais com toda a atenção. Então, eu cheguei em um lugar em que eu estava ciente de que estava me aprisionando. Agora eu saio e vivo a vida, e normalmente, as pessoas são bem legais”. 

Brad Pitt, nosso eterno muso… (Foto: Getty)

O ponto de vista de Brad sobre sua carreira e vida mudou graças a uma experiência que ele teve quando criança: “Eu apenas lembrei de outra coisa: quando eu era criança, eu amava os Harlem Globetrotters [time de basquete teatral]. Quando eles foram para a minha cidade, foi um grande caso. Nós tínhamos assentos no alto da arquibancada, mas eu dei uma escapada e sentei na primeira fila, e Meadowlark me tirou do meio do público. Eu fui a criança para aquela coisa de quando eles arremessam o balde d’água, sabe?”.

Para Brad, foi uma lembrança de todos os privilégios que a fama lhe deu. “Eu me lembro de como me senti quando isso aconteceu, como se tivesse sido tocado por alguém incrível. Então, o que estou percebendo depois que parei de me esconder, uma vez que voltei para o mundo, é que você tem a habilidade de fazer alguém se sentir bem por um momento. Eu não estou tentando dizer que alguém está sendo tocado pela minha grandeza. Estou tentando dizer que tenho a oportunidade de melhorar o dia de alguém. Isso é uma coisa rara”, concluiu.

A gente concorda, Brad… pode vir melhorar o nosso dia! Kkkk