Britney Spears pede à justiça mudança significativa em sua tutela e no comando de seus negócios; saiba tudo!

Britney Spears não quer mais que seu pai, Jamie Spears, esteja no controle de sua tutela, de acordo com documentos judiciais obtidos pelo TMZ. Nesta terça-feira (18), a cantora fez um pedido oficial para a justiça norte-americana, solicitando que Jodi Montgomery — designada como tutora temporária há quase um ano — assuma de vez essa posição.

Nos documentos, o advogado diz que Britney “prefere fortemente” manter Jodi Montgomery  no cargo de tutora permanentemente. Além disso, a popstar não quer que Jamie seja o único a cuidar de seus negócios — que ele administra exclusivamente desde 2019, quando o outro responsável pela tarefa renunciou.

Continua depois da Publicidade

Em vez disso, Britney prefere que seu patrimônio seja administrado por uma companhia especializada, provavelmente um banco, de acordo com a publicação. No entanto, não está claro nos documentos é se ela está de acordo em manter Jamie como co-conservador.

(Foto: Getty)

Continua depois da Publicidade

Também foi declarado que a cantora quer ter mais controle sobre sua carreira e não está interessada em se apresentar — ou seja, sem residências em Las Vegas! O advogado de Britney diz que “uma grande reformulação em como sua tutela é administrada é necessária para refletir seu estilo de vida atual e seus desejos”. Ainda de acordo com o TMZ, haverá uma nova audiência sobre o assunto na quarta-feira (19).

Entenda o caso

Em 2008, Britney Spears passou a viver sob tutela gerenciada por seu pai, Jamie Spears, e desde então a estrela não tem mais controle sobre sua própria trajetória. Em setembro do ano passado, um juiz nomeou a gestora Jodi Montgomery como tutora temporária da artista, depois que seu pai deixou o cargo, alegando “razões pessoais de saúde”.

Nos Estados Unidos, o status de tutela é decretado por um tribunal para pessoas incapazes de tomar decisões por si mesmas. No caso da cantora, ela passou por um período conturbado em 2007, devido ao descontrole do uso de substâncias ilegais e bebidas alcoólicas, tendo como resultado diversos problemas na justiça, principalmente em relação à guarda dos filhos.

(Foto: Ethan Miller/Getty Images)

Continua depois da Publicidade

Em maio deste ano, a tutela de Britney foi estendida até o final de agosto. Os documentos do tribunal, obtidos pela revista americana “Us Weekly”, afirmaram que a gestora Jodi Montgomery foi autorizada a seguir seu papel até 22 de agosto. Britney, por sua vez, “expressou que não quer trabalhar novamente, porque não quer continuar a se manter essencialmente sob a tutela”. 

Assim, o movimento #FreeBritney tomou força nas redes sociais nos últimos tempos, graças à crescente preocupação dos fãs com o bem-estar da popstar. Em agosto, o pai de Britney Spears se manifestou pela primeira vez sobre o #FreeBritney. 

No mês passado, no dia que deveria ter ocorrido a audiência da tutela, vários fãs compareceram em peso para pedirem a liberdade da cantora, na esperança da estrela do pop restaurar a sua autonomia pessoal e financeira.