Fotojet

Bruna Marquezine fala sobre primeiro encontro com par romântico de “Besouro Azul” e detalha audições: “Salete entrou em ação”; assista

No bate-papo, a atriz revelou como foi o teste, em quem se inspirou para viver a personagem e os momentos anteriores ao resultado

Vocês estão achando que ser atriz é tarefa fácil? Bruna Marquezine foi a convidada do “PodDelas” desta quinta-feira (24), e compartilhou detalhes do — longo — processo de audição para o filme “Besouro Azul”, da DC. A artista, que consquistou o papel, contou o que sentiu ao ler o roteiro pela primeira vez e como foi o teste de química com o ator Xolo Maridueña, seu par romântico no longa.

“Eu nunca li nada igual, aqui no Brasil a gente não faz coisa desse tamanho, com tantas sequências de ação. Eu gritava tanto, liguei para minha empresária com uma sequência de palavrões, falando ‘meu Deus, vou fazer um filme de super-herói’. Esse teste veio através de um outro teste que fiz para a DC, para um outro filme de super-herói”, disse.

Ela revelou que os testes começaram aqui no Brasil, até evoluírem para Los Angeles: “Eu já fazia testes para trabalhos fora do Brasil há alguns anos, venho me preparando para isso. No começo você grava um vídeo sozinha em casa, normalmente é como é a primeira fase, e na medida que vai evoluindo, [vai] fazendo presenciais. O segundo teste foi com o diretor, mas ainda por Zoom por causa da Covid”.

“É engraçado, estar sentada, sem nenhuma direção de espaço, olhando para o além para não ficar olhando pra mim. Era um teste com diretor para que ele pudesse ver o quanto você responde ao direcionamento dele, eram as duas cenas que eu já tinha gravado. E aí a terceira etapa foi presencial, em Los Angeles. Foi tudo muito rápido”, continuou.

Na entrevista, Bruna ainda revelou que só descobriu qual seria o seu papel nas fases finais da avaliação. “Gravei o vídeo em casa, três dias depois falaram que queriam a reunião com o diretor. E dias depois falaram que me queriam em Los Angeles para fazer o teste de química com o ator. São as mesmas cenas, mas revelaram um pouco mais do contexto. No primeiro teste não sabia nem para que filme era. No teste para o outro filme não sabia nem quem era a personagem, só descobri quando a menina que foi escolhida postou que seria a ‘Supergirl‘. Dessa vez, a gente pegou o nome do diretor e viu que seria para ‘Besouro Azul’ e começou a supor qual personagem seria”, contou.

Continua depois da Publicidade

Nas audições presenciais, foi onde ela conheceu Xolo Maridueña, já confirmado como protagonista do filme: “Cheguei, fiz o teste, conheci o Xolo, conheci o diretor pessoalmente. Foi um nervoso, a mão suando, um calor, vontade de ligar pra mãe. Ele já estava confirmado, então estava tranquilão. Eu estava lá no automático, eu nem lembro da primeira parte”.

Bruna ainda revelou que ao longo do teste buscou se inspirar em Salete, personagem da novela “Mulheres Apaixonadas” que a revelou para o Brasil, ainda aos 7 anos de idade. “Gravamos uma cena mais simples, depois veio uma mais dramática, que já é mais a minha área, a Salete entrou em ação, isso aí faço desde novinha. Aí já tinha passado o nervoso inicial, ele perguntou se eu conseguia chorar, falei ‘fica tranquilo porque no meu país sou conhecida por isso'”, brincou.

Bruna foi confirmada no elenco de "Besouro-Azul". (Foto: Reprodução)
Bruna foi confirmada no elenco de “Besouro-Azul”. (Foto: Reprodução)

A atriz também deu detalhes de como se sentiu antes de receber o que resultado, que demorou um pouco mais do que o esperado. “Embarcamos para Nova York e ficamos alguns dias lá, a resposta veio no último dia. E todos os outros dias passei nervosa, é um nervosismo que não passa. Acordava bem, algum tempo depois desmoronava. Alguns dias acordava confiante, mas nunca verbalizo para não quebrar a cara”, afirmou.

Ainda no bate-papo, Marquezine admitiu que sempre soube que trabalharia em outro país, apesar da “síndrome de vira-lata” do brasileiro: “A gente sempre acha que o atual projeto é o projeto da vida. Todos têm sua importância e me trouxeram até aqui, mas é um sonho, um divisor de águas, e um dos mais significativos. Brasileiro tem a síndrome do vira-lata, e não acredito que só porque é um trabalho fora do meu país que tem sua importância. Eu cresci ouvindo que era impossível. As pessoas sempre me perguntaram se eu queria ter uma carreira internacional, e para mim não fazia sentido”.

Continua depois da Publicidade

“Não é tudo a minha carreira, a minha jornada? Sempre tive a certeza desde muito nova que iria trabalhar fora, e tinha muita vergonha de dividir isso, de me acharem soberba. Ao longo da vida, Deus confirmou isso diversas vezes, e eu falava em tom de brincadeira porque tinha medo de falarem que eu era louca. Não transformei essa certeza num objetivo, mas comecei a me preparar”, acrescentou.

Bruna também garantiu que se surpreendeu com o carinho das pessoas após a conquista do papel. “Foi a vez que eu vi a maior quantidade de pessoas unidas comemorando uma conquista minha. Fui parabenizada na rua. Tem sido muito especial ver tanta gente feliz por essa conquista”, disse.

Continua depois da Publicidade

A previsão de estreia de “Besouro Azul” é agosto de 2023, mas as filmagens já começam no próximo mês. A atriz confirmou que embarca para os Estados Unidos em 9 de abril para dar início à produção. Como as gravações ocorrerão entre Atlanta e Porto Rico, Bruna deve ficar pelo menos cinco meses por conta do longa.

Assista à entrevista na íntegra:

No bate-papo, Bruna ainda contou como retomou sua amizade com Anitta. Vem conferir, clicando aqui.