Capa de revista espanhola, Anitta fala sobre feminismo, planos para um 2020 “diferente”, e possibilidade de participar de “La Casa de Papel”; saiba os detalhes!

Poderosa! Nossa rainha Anitta é capa da revista Nylon espanhola e se abriu sobre sua carreira e alguns detalhes da vida pessoal, como a relação com o feminismo, o cenário LGBTQ+ e a liberdade para se sentir bem sem seguir padrões.

Ela não teve papas na língua ao falar, por exemplo, sobre como vê a própria beleza, mesmo tendo feito algumas cirurgias plásticas. “Eu vivo muito a minha verdade. Queria fazer cirurgias e fiz. Hoje me sinto bem comigo mesma e creio que cada um tem que encontrar a sua forma de ser feliz e de se aceitar”, afirmou a cantora. “Respeito muito o próximo. Quero que todo mundo seja feliz da maneira como quiser viver.”

Anitta ainda falou sobre a importância de discutir o feminismo em qualquer país do mundo. “O que eu acho realmente importante destacar é que o machismo é igual em qualquer lugar. O feminismo é um movimento que busca a igualdade entre homens e mulheres. Não é uma guerra de sexos. Posso dizer que no Brasil, o número de mulheres agredidas diariamente é alarmante. O feminismo fala de respeito. Que bom que o movimento está tomando força ao redor do mundo, porque não é tolerável ver mulheres sofrendo assédios sexuais, morais e tantas outras coisas horríveis”, alertou a musa.

Apesar disso, ela não se declara um ícone feminista, nem planejou se tornar um. “Minhas atitudes não são pensadas para me tornar um ícone da luta feministas. Meus gestos são espontâneos. Faço o que realmente acredito. É a minha maneira de ser. Canto o que quero e o que me faz bem”, explicou, acrescentando que fica agradecida por poder ser modelo para outras mulheres. “Mas me deixa feliz poder ser uma inspiração para algumas mulheres que me veem como forte e dona de si. O melhor é que existem outras inspirações por aí também. É ótima que tenhamos várias mulheres incríveis como referência.”

Uma dessas referências é Madonna, que lançou a parceria “Faz Gostoso” com a carioca neste ano. “Madonna abriu um caminho para todas. Ela realmente é uma pioneira. Inovou e falou de assuntos em uma época em que ninguém se atrevia a falar. Igualdade, mulheres empoderadas, liberdade sexual… ela abordou tudo isso em seus trabalhos. Minha colaboração com ela foi algo muito especial para mim. Ela é uma demonstração de que nós, mulheres, podemos fazer o que acharmos melhor”, reforçou Anitta.

Ela também contou como foi seu encontro com a rainha. “Foi sensacional trabalhar com a Madonna. Nosso encontro foi ótimo. Nossa canção ‘Faz Gostoso’ tem uma boa parte da letra em português e eu a ajudei com a pronúncia de algumas palavras. Ela me pediu e eu ensinei. É uma artista realmente incrível”, elogiou. Outra parceria que ela quer fazer? “Mariah Carey, sou muito fã dela.”

View this post on Instagram

That's my family waking me up today telling me @mariahcarey followed me. For the ones who don't know, my 2 aunts and my mom were obsessed about her. So when I was born I was the best student ever for them and became an even better fan. That's why I started to say I wanted to be a singer so early in life. My uncle use to present us every Christmas with a new MC cd and we always use to celebrate going craaaaaazy. (Cuz in that time we didn't have money to buy ourselves). So this one and only cd of hers of the year used to spend one week in each of us' houses. And I use to go to their houses with the cd to keep listening lol. (When I got money I bought 2 of each cd for us so we could listen as much as we wanted.) When she came to Brazil, we didn't have money to go see. I remember me listening to her concert on the radio crying cuz I wasn't there. My birthday is 2 days after hers and sometimes we use to celebrate her birthday with mine lol. When I could finally have enough money to travel all the family to see her show, everytime I tried some shit happened and we couldn't make it (sorry for some empty front seats u must have seeing sometimes. It was ours and we were as pissed as u probably were seeing that was empty.) I don't give a fuck that it's just a Instagram follow stuff. I'm not trying a feat, not trying a meet, I’m not trying an answer here… actually I'm not trying shit. I'm just sharing how crazy is life. I grew up with her in my heart every day as my inspiration from very very far away and now she knows who the fuck I am. That's crazy as fuck.

A post shared by Anitta 🎤 (@anitta) on

Além do feminismo, Anitta falou sobre sua visão em relação à conquista de direitos LGBTQ+, já que grande parte dos seus fãs representam a comunidade. “Estou muito feliz com os avanços que tivemos, porque tenho muito respeito pelo meu público e sei o quão importante é cada uma de suas conquistas. Lamentavelmente, ainda vivemos em meio a muitos preconceitos, o que me entristece muito. Devemos evoluir e ainda há muito para conquistar antes de sermos, de fato, uma sociedade mais igualitária e justa”, comentou ela.

Por fim, a diva falou sobre seu futuro! Ela adiantou que 2020 será um ano diferente para ela, apesar de não poder dar mais detalhes. “Tenho muito trabalho, muitos projetos. Estou muito entusiasmada com o que vai vir”, revelou a cantora, acrescentando outras possibilidades de trabalho além dos palcos. “Eu adoro produzir. Talvez atuar também, tenho vontade de explorar outras vertentes.”

Seguindo os passos de Neymar, ela ainda respondeu se toparia uma participação em ‘La Casa de Papel’. “Claro, seria incrível! Seria algo muito lindo, sim. Mas para fazer algo assim, precisaria coordenar com a minha agenda. Mas adoraria encontrar uma maneira de fazermos”, afirmou. Imagina!?

Já queremos essa participação na parte quatro da série, sim!