Carolina Dieckmann recebe a visita de Ivete Sangalo durante peça “Karolkê”, e vai às lágrimas com homenagem dos amigos, após falecimento da mãe; assista!

Um verdadeiro espetáculo! Nesta segunda-feira (30), Carolina Dieckmann se apresentou mais uma vez com seu espetáculo, o “Karolkê”, no Teatro Fashion Mall, no Rio de Janeiro. No entanto, a atriz recebeu visitas mais do que especiais na plateia, e ainda ganhou uma surpresa linda!

Várias de seus amigas, como Ivete Sangalo e Preta Gil, compareceram à “peça-show”. Além disso, as musas aproveitaram para subir ao palco e cantar com a protagonista. Como se não bastasse a presença especial, no final da apresentação, Carol foi surpreendida pela turminha, que fez uma linda homenagem à atriz, com direito a bolo e tudo, um mês após o falecimento de sua mãe, Maira. Com o público, todos entoaram a música “O que é o que é”, de Gonzaguinha. Também cantaram “We Are Carnaval”, da Banda Eva. Carol não se segurou e foi às lágrimas! Veja abaixo o momento emocionante:

Rolou até um “parabéns” para a dona do “Karolkê”!

Carol vestia um macacão dourado e coroa de flores no cabelo. Veja outros momentos da peça, embalada pela cantoria da atriz:

O público clamou pela presença de Ivete no palco:

Atendendo aos pedidos, Ivete foi para a frente e cantou “Beleza Rara”:

Há poucos dias, a atriz fez uma linda homenagem para sua mãe no Instagram, marcando um mês desde que Maira falecera. “Minha mãe sempre quis que fossemos independentes; filho a gente cria pro mundo – ela dizia. Quando eu comecei a trabalhar, aos 12, ela viajava e trabalhava muito, e não podia me acompanhar… ela tinha receio por conta do q diziam ser o “mundo artístico “, de tudo q eu iria estar exposta, sem ela ao meu lado, e eu ainda tão nova, sem nenhum preparo ou maturidade. Então, ela me disse: – Filha, quando te pedirem pra fazer alguma coisa e você ficar em dúvida, fecha os olhos e pensa no que eu sentiria de te ver fazendo isso. Seu coração vai te dar a resposta. E assim foi. E assim vai continuar sendo. Ao olhar bem fundo, pra dentro de mim, vou sempre encontrar você. Mãe. Meu sol. Meu norte. Desde o útero; Até o infinito”, escreveu.

View this post on Instagram

🖤um mês sem você🖤 minha mãe sempre quis que fossemos independentes; filho a gente cria pro mundo – ela dizia. quando eu comecei a trabalhar, aos 12, ela viajava e trabalhava muito, e não podia me acompanhar… ela tinha receio por conta do q diziam ser o “mundo artístico “, de tudo q eu iria estar exposta, sem ela ao meu lado, e eu ainda tão nova, sem nenhum preparo ou maturidade. então, ela me disse: -filha, quando te pedirem pra fazer alguma coisa e você ficar em dúvida, fecha os olhos e pensa no que eu sentiria de te ver fazendo isso. seu coração vai te dar a resposta. e assim foi. e assim vai continuar sendo. ao olhar bem fundo, pra dentro de mim, vou sempre encontrar você. mãe. meu sol. meu norte. desde o útero; até o infinito.

A post shared by carolina dieckmann 🅰️➕ (@loracarola) on

Em entrevista ao hugogloss.com, Carolina já havia falado sobre sua peça. Construído em parceria com o produtor Léo Fuchs e seus amigos músicos Pretinho da Serrinha e Vinicius Feyjão, o “Karolkê” é difícil de se encaixar numa categoria. Mesmo assim, ela não tem dúvidas sobre seu objetivo principal: “É um karaokê em que eu estaria cantando junto com as pessoas. A ideia é que as pessoas cantem o tempo inteiro. Por causa disso, a gente fez um repertório só de músicas muito conhecidas, pra que as pessoas que quiserem cantar, possam cantar, né?”.

Nessa sua nova fase, a estrela explora a antiga paixão pelo canto, que a segue desde criança. “A música entrou na minha vida muito antes de eu pensar em ser atriz. Eu já gostava de cantar, só que eu nunca levei a sério. Era uma coisa tão íntima, tão hobby… um prazer tão com cara de encontros familiares, encontro com os amigos, que eu nunca me neguei a cantar… Então não é que eu negasse essa minha paixão pela música. Mas eu não investia nela”, contou Carolina. Ela classificou a experiência como “muito enriquecedora”. 

Apesar da forte relação com a música desde a infância, estar num projeto como o “Karolkê” e cantar pra valer diante de uma plateia nunca passou na mente da nossa estrela: “Nunca me imaginei. Realmente, isso daí foi uma ousadia assim inacreditável, sabe?”. De qualquer forma, Carol não descarta a possibilidade de ter um álbum ou coisa do tipo. “Eu já não duvido de mais nada… Imaginar, realmente, eu não imagino assim. É um deixa a vida me levar”, declarou a bela.