Famosos

Kanye West fala sobre encontro de Kim com Trump, apoio ao presidente e bipolaridade; assista!

Raphael Amador - Publicado em 10/08/2018 às 10:54
Compartilhe: Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Pinterest Compartilhar no Whatsapp Compartilhar no E-mail

Kanye West foi um dos convidados da edição desta quinta-feira (9) do “Jimmy Kimmel Live!” e falou sobre diversos assuntos polêmicos, como seu apoio a Donald Trump e seu diagnóstico de bipolaridade. Logo no começo da entrevista, o rapper foi questionado sobre o encontro de sua esposa Kim Kardashian com presidente dos EUA, na Casa Branca em maio deste ano, quando a socialite pediu ao chefe de Estado norte-americano que concedesse o perdão presidencial para Alice Marie Johnson, uma mulher de 63 anos que estava presa há mais de 20 anos.

Você discutiu isso com ela antes [do encontro com Trump]?”, perguntou o apresentador. Kanye, então, afirmou que ficou bem orgulhoso da mãe de seus três filhos. “Bem, ela é super apaixonada sobre isso e foi incrível para ela ver esse sonho se tornar realidade“, disse ele a Kimmel.

Na sequência, West defendeu seu apoio a Trump, explicando que ele não se importa com o que as pessoas pensam sobre suas ações. “Assim como um músico, como uma pessoa afro-americana, todos ao meu redor tentaram escolher meu candidato para mim e depois me disseram que eu não poderia dizer que gosto de Trump“, disse ele.

Kanye West no programa do Jimmy Kimmel (Foto: ABC/Randy Holmes)

O rapper comentou que existe uma ideia de que “os negros só podem ser democratas” e acrescentou que, como resultado de sua hospitalização em 2016, “perdeu a confiança” e precisou de um ano e meio para dizer o que realmente sentia, após a eleição de Trump. “O que isso representava para mim não era sobre política – representava superar o medo e fazer o que você sentia, não importava o que alguém dissesse. Você não pode me intimidar, os liberais não podem me intimidar, o noticiário não pode me intimidar, porque nesse ponto, se eu tiver medo, então eu não sou Ye. É isso que me faz Ye. Eu realmente gosto muito quando as pessoas estão com raiva de mim sobre certas coisas que eu disse ou fiz“.

*LEIA TAMBÉM
Nua? Kim Kardashian revela como foi o telefonema de Donald Trump; assista!

Quando questionado por que achava que “Donald Trump se importaria com os negros ou outras pessoas“, West ficou em silêncio e Kimmel chamou os comerciais. Confira:

No retorno da entrevista, o apresentador perguntou sobre o diagnóstico de bipolaridade de West, e se ele achava que isso era parte do que o fazia “brilhante”. “Sim. Não é um oposto, isso é mais como você realmente está se sentindo. É importante para nós ter conversas abertas sobre saúde mental, especialmente entre pessoas negras, porque nunca tivemos terapeutas na nossa comunidade“, respondeu o astro.

A entrevista completa de Kanye está disponível (em inglês) no canal do programa de Jimmy Kimmel no YouTube. Assista abaixo: