Lady Gaga faz discurso emocionante e poderoso em Stonewall, no Dia do Orgulho LGBTQ+: “Levaria uma bala por vocês”; assista

Icônica e não choca! Nesta sexta-feira (28), celebra-se os 50 anos da Revolta de Stonewall, uma série de manifestações que lutavam contra a repressão da comunidade LGBTQI+ e por seus direitos, que começou em 1969 em Nova York. E hoje, Lady Gaga, que está ao lado desse público há anos, fez uma aparição surpresa na celebração no local em que tudo teve início, onde fez um discurso poderoso sobre essa luta, que persiste até nossos dias.

Com seu look todo colorido, ornando com a bandeira do orgulho LGBTQI+, Gaga mostrou-se muito emocionada ao falar com a voz até embargada pelo choro. E um dos grandes momentos foi quando ela comentou que estará sempre ao lado da comunidade, que sempre a apoiou. “Essa é a minha nave-mãe, vocês são meus líderes e eu vou seguir vocês. Eu me rendo a todo o ódio porque, quer saber, eu vou matar ele com bondade”, disse ela. “Amor verdadeiro é quando você levaria uma bala por alguém, e vocês sabem que eu levaria uma bala por vocês em qualquer dia da semana”, completou a musa. Até arrepia!

Logo ao início de seu discurso, ela parabenizou a todos os presentes pelos anos de muita resistência. “Estou muito emocianada hoje… Essa comunidade já lutou e continua a lutar numa guerra de aceitação, uma guerra de tolerância, e da mais persistente bravura. Vocês são a definição de coragem”, continuou ela.

Gaga ressaltou que muitos não aceitam como parte da comunidade, apesar de se afirmar bissexual, como relembrou “Eu gosto de meninas às vezes”, mesmo assim, agradeceu a todos por terem mudado sua vida e estado ao seu lado desde o início da carreira. “O universo nos uniu no espírito da bondade, e juntos, somos uma usina de força. Eu espero que vocês celebrem cada centímetro de quem vocês são hoje. Vocês nasceram assim [‘Born this way’] e vocês são superstars!”, expressou ela.

A diva aproveitou para garantir novamente que estará sempre ao lado da comunidade LGBTQI+, além de incentivar a mensagem da bondade. “Vou continuar a lutar a cada dia durante os shows, e mesmo quando não estiver nos palcos, para espalhar a mensagem que, na verdade, é bem simples: Sejam bondosos. E essa bondade pertence a vocês. Sempre pertenceu a vocês, mesmo quando o mundo não era bondoso, ela pertencia a vocês. Todas as galáxias, estrelas, e até mesmo Deus, eu sei que todos apoiavam vocês. Então, hoje, e eu espero que todo dia: Dancem, cantem, alegrem-se, amem-se, adore a si mesmo, e adore aos outros!”, encorajou ela.

Em Nova York, Lady Gaga falou para uma multidão nos 50 anos da Revolta de Stonewall (Foto: Reprodução/YouTube)

Ao final de seu pronunciamento, a estrela posicionou-se contra a violência contra as pessoas trans, recordando o estopim da batalha que se iniciou lá há 50 anos. “Dizem que aqueles que atiraram os primeiros tijolos naquela histórica noite eram da comunidade trans. E enquanto nós fizemos um tremendo progresso, encontramos a nós mesmo em uma época em que ataques à comunidade trans estão crescendo sem parar a cada dia”, pontuou ela, que concluiu dizendo que: “Eu não vou tolerar isso”.

Gaga apontou a necessidade de um diálogo cada vez maior, para que possamos avançar ainda mais, principalmente em tempos difíceis e repressivos. “A distância entre nós e eles (aqueles que não estão escutando e que não entendem), esse é o espaço para um importante diálogo como comunidade e como todos nós vamos avançar juntos para mudar um sistema de administração extremamente opressiva”, disparou ela, ao mencionar a questão de descaso político com o tema.

Lady Gaga em seu discurso no Dia do Orgulho LGBT+ (Foto: Reprodução/YouTube)

Por fim, nossa musa enfatizou o pedido para que ninguém desista, incluindo a si mesma: “Eu sei que vocês não vão parar. Vocês nunca vão desistir. Eu sei porque assisti vocês de pertinho por mais de uma década. Vocês não recuam. Vocês não se encolhem na vergonha, apesar de que às vezes a gente se sinta assim. Sejam corajosos e fortaleçam o legado de Stonewall. Amem uns aos outros, levantem suas vozes e, OMG, votem, não se esqueçam de votar!”.

Projetando os próximos 50 anos, a artista acredita que teremos grandes avanços, frutos da atual luta. E ela pretende estar lá: “Estarei aqui, se vocês me permitirem”. “Estarei sempre, sempre aqui. Nós somos amigos de verdade agora. Essa é a liberdade de vocês. Essa é a sua alegria, que vocês merecem… Vocês têm a força. Vocês são muito, muito poderosos, e espero que vocês vejam essa força hoje. E vocês nunca estiveram tão visíveis pelo mundo e essa luz bonita, esse arco-íris ao seu redor”, finalizou.

E que bom saber que ainda hoje em dia, há quem enfrente e assuma essa luta tão importante! É emocionante… Assista ao discurso na íntegra: