Christine Quinn Adam Divello

Christine Quinn faz graves acusações contra produtor de “Sunset Milha de Ouro”, e desabafa: “Disse para eu me matar”

A estrela do reality imobiliário da Netflix ainda contou como o produtor teria tido um papel na construção de sua imagem como vilã do reality

Christine Quinn fez um forte desabafo nesta terça-feira (17), num episódio do podcast “Call Her Daddy”. A estrela de “Sunset: Milha de Ouro” contou como o produtor do reality, Adam DiVello, teria dito a ela que tirasse a própria vida. A loira ainda apontou como o profissional teria tido um papel na construção da imagem dela como vilã da atração.

Christine citou acusações contra DiVello e revelou que ele a teria aconselhado a se jogar da escada. “Nós temos que olhar para o que Adam DiVello fez como um todo, como um ser humano, como a pessoa que ele é”, afirmou. “Já houve denúncias contra ele. Múltiplas denúncias… E isso tem sido doentio. Ele, na verdade, me disse para cair da escada e me matar em um certo ponto”, expôs ela.

Continua depois da Publicidade

Segundo Quinn, as falas de DiVello vieram após ela responsabilizar os produtores da série pela sua reputação de vilã. “Ele estava me ameaçando e gritando comigo. Havia outras pessoas ao redor, testemunhas disso. Ele basicamente me censurou por ser honesta e eu disse: ‘Isso é a minha vida real, isso não aconteceu e você sabe disso’, ao que ele estava gritando e berrando comigo”, acrescentou.

Christine Quinn Sunset1
Christine Quinn, de “Sunset Milha de Ouro”, fez várias acusações a um produtor. (Foto: Divulgação/Netflix)

A agente imobiliária mencionou que já fez várias as denúncias contra DiVello, citando que ele já foi acusado até de má conduta sexual. “Essa não é a primeira queixa que eu dei contra ele. Havia outra denúncia em que ele, até hoje, não pode colocar os pés no set de filmagens com nenhuma das mulheres no escritório, por conta de má conduta”, apontou.

Continua depois da Publicidade

Quinn ainda expôs como os produtores supostamente agiriam para instigar o drama na atração. “É uma indústria dominada por homens no campo da produção, para a qual eles manipulam as mulheres. Eles assediam elas. Eles apenas as torturam mentalmente e as intimidam. Eles dirão: ‘Se você disser essa palavra, se você disser essa frase, nós ter deixaremos partir’. E então, depois de três horas… Chega num ponto em que é tipo: ‘Ok, vou dizer isso, eu não ligo’. Então, são as táticas de intimação”, detalhou ela.

O elenco de “Selling Sunset”. (Divulgação/Netflix)

Christine sugeriu que Adam teria usado a mesma estratégia para causar intriga em outras produções de seu portfólio, como “The Hills”. “Adam DiVello é um dos donos da empresa de produção, que é a mesma que fez ‘The Hills’ e fez Heidi [Montag] e Spencer [Pratt] parecerem que estavam loucos”, avaliou.

Continua depois da Publicidade

A agente imobiliária ainda opinou que “Sunset Milha de Ouro” teria sido melhor sem a empresa de DiVello no comando. “Eu acho que a série poderia ter sido um sucesso sem a produtora pela qual era que era controlada. Absolutamente. Eu acho que teria sido muito inspiracional, e eu acho que nós poderíamos ter brincado juntos com o drama, mas quando estamos trabalhando com pessoas que nos dizem o que fazer, como dizer [algo], até mesmo notas de figurino, você sabe, puxe seu decote… É difícil você realmente vencer”, declarou ela. Ouça a íntegra:

Procurada pelo PageSix, a equipe de DiVello não retornou o contato.