Cleo revela antigo vício em filmes pornôs, relembra relacionamentos tóxicos e diz que ainda não teve seu ‘grande amor’: ‘A maior parte dos homens héteros é péssima’

Essa mulher adora quebrar tabus! Sem medo de se expor, Cleo falou abertamente sobre sua vida pessoal e projetos passados, sobre sua saúde e a relação com seu corpo e também sobre relacionamentos tóxicos, durante entrevista à Coluna do Leo Dias.

No bate-papo, a atriz e cantora comentou um pouco mais sobre as mudanças físicas provocadas pela compulsão alimentar e disse que hoje não tem mais receio de pedir ajuda. “Demorou para eu perceber que era uma obsessão, porque acontece isso desde que me entendo por gente. Descobri que tinha muitos gatilhos e que eu acabava indo para um lugar de descontrole total, em forma de autopunição. Não é saudável. Dava prazer, mas não era saudável”, revelou.

Leo então perguntou se esse distúrbio já acontecia na época em que Cleo posou nua para a revista Playboy e questionou se ela faria isso novamente, com o corpo de agora. “Eu fazia muita dieta maluca e tomava remédio. Tirava compulsão da comida e, às vezes, conseguia colocá-la em exercício e em querer ficar magra. A compulsão para comida foi para esses outros lugares e é tudo doentio. Você pode estar magra, mas a sua cabeça é doente ainda”, observou ela.

“A minha questão não é o corpo e, sim, o momento. Eu posaria com este corpo. Eu não sou muito bem relacionada com meu corpo, tem dias em que odeio ele. Mas sexualmente sou muito bem relacionada, sim. Me conheço muito bem e sei o que me dá prazer”, explicou.

Em seguida, o entrevistador aproveitou o gancho para relembrar um detalhe bem curioso da vida da morena. Cleo já afirmou algumas vezes no passado ser aficionada por filmes pornôs. Quando questionada, ela contou: “Já gostei mais, hoje em dia não muito. O último pornô que eu vi foi há umas duas semanas. Quando eu gostava, era uma coisa assídua na minha vida. Eu era meio viciada. Eu gosto de pornô com história. Isso me excita”.

Mais sincera que Cleo, não há! (Foto: Reprodução/YouTube)

Mais tarde, quando instigada a revelar os grandes amores de sua vida, a beldade surpreendeu com sua resposta: “Eu acho que ainda não tive. Tive relacionamentos tóxicos… Sim, eu amei, muitas pessoas. Mas todo mundo já teve. Tóxico é quando tem chantagem emocional, muita manipulação, tem muito sexismo, muita hipocrisia. Às vezes, você mesma se torna tóxica ao tentar sobreviver naquela situação emocional sufocante. Então é isso. Meu grande amor ainda não chegou”.

“E se não vier, não tem problema nenhum. Tem tantas coisas boas na vida. Eu me satisfaço sozinha. Sexualmente sim, na vida não. Sexshop tá aí pra isso, né. Se bem que eu nasci querendo casar. Sonhava com isso. Sempre quis algo meio ‘Bonnie & Clyde’, tipo ‘juntos vamos dominar o mundo’, um parceiro de vida, sabe? E quando chega no quesito de atração física, eu sou muito hétero nesse sentido e aí é difícil, porque a maior parte dos homens héteros é péssima”, concluiu ela. Kkkk Sem papas na língua! Assista à entrevista completa abaixo: