Fotojet (56)

Diane Kruger revela constrangimento em audição para “Troia”: “Me senti um pedaço de carne”

Atriz contou detalhes do que viveu no teste, e explicou como um trabalho recente serviu de “lembrete” sobre Hollywood

Mais um triste relato sobre os bastidores de Hollywood… Em entrevista recente para a Variety, Diane Kruger recordou a audição que fez para o filme “Troia”, em que acabou sendo constrangida pelos produtores ao ser obrigada a comparecer caracterizada para o teste. “Definitivamente, encontrei os Weinsteins deste mundo desde o início”, falou a atriz, referindo-se ao caso do executivo Harvey Weinstein, culpado na Justiça após vários casos de abusos virem à tona.

Diane foi ao estúdio fantasiada conforme foi exigido pelos profissionais, e ficou numa verdadeira saia justa com os pedidos que foram feitos. “Lembro-me de fazer o teste para ‘Troia’ e ter que ir ao estúdio fantasiada. E eu me senti como um pedaço de carne, sendo olhada de cima a baixo e me perguntaram: ‘Por que você acha que deveria estar trabalhando nisso [o filme]?’”, contou.

A estrela não entregou o nome dos responsáveis por esse momento, mas a própria Variety conversou com profissionais renomados da área e alegou o quanto era incomum esse pedido. “Fui colocada em situações que eram tão inapropriadas e tão desconfortáveis. Acho que quando comecei [a minha carreira], parecia que era assim [que as coisas funcionavam]. É assim que Hollywood é. Também venho do mundo das modelos e acredite em mim, eles têm seus momentos também”, declarou.

018 Diane Kruger Theredlist
Diane Kruger interpretou a personagem Helena em “Troia”. Foto: Reprodução

Na entrevista, Diane Kruger promovia sua próxima série, “Swimming With Sharks”, na qual interpretará uma executiva disposta a fazer tudo para consolidar sua carreira na “fábrica de sonhos”. A atriz revelou que uma das cenas gravadas serviu como um verdadeiro gatilho para o que já tinha vivido. Na sequência, ela é obrigada pelo seu chefe a fazer sexo com uma mulher.

Continua depois da Publicidade

“Gravar aquela cena foi apenas um lembrete de como o mau comportamento era nojento e aceitável em um determinado momento em nossa sociedade, não apenas em Hollywood. O que realmente me atraiu para esta personagem é que [se passa na] Hollywood de 2022. Então, as mulheres têm carreiras, colocam suas famílias ou seus desejos em segundo plano. O que isso significa quando você está em uma posição de poder? Como você completa sua vida? A vulnerabilidade dessa personagem, combinada com esse abuso excessivo de poder, foi realmente intrigante para mim”, analisou. A atração estreia na plataforma Roku em 15 de abril.