Eduardo Costa tenta vender mansão por mais de R$ 11 milhões; confira fotos e detalhes impressionantes da propriedade

O sertanejo Eduardo Costa decidiu colocar a mansão de luxo onde vive à venda. A residência, localizada na região da Pampulha, em Belo Horizonte, Minas Gerais, tem 820 m2 e pode ser adquirida pela “bagatela” de R$ 11.900 milhões, segundo a coluna de Leo Dias, do UOL.

Dentre as dependências do imóvel estão quatro suítes, duas demi suítes (com banheiros que atendem dois quartos), três hidromassagens, quatro closets, duas salas, três varandas e 20 (!!!) vagas na garagem. O anúncio da imobiliária responsável pela venda, ainda diz: “Ideal para pessoas que gostam de receber os amigos e familiares, nesta propriedade você terá adega, bar, churrasqueira, hall, home theater, jardim de inverno, lareira, piscina, sauna e uma admirável vista panorâmica”.

Confira algumas fotos abaixo:

A Leo Dias, a assessoria de imprensa de Eduardo Costa informou que o cantor tenta vender a mansão desde abril de 2019. “A intenção dele é vender esta casa e mudar para uma maior. Ele continuará em Belo Horizonte”, explicaram os representantes.

View this post on Instagram

A gente pode morar numa casa mais ou menos, numa rua mais ou menos, numa cidade mais ou menos, e até ter um governo mais ou menos. A gente pode dormir numa cama mais ou menos, comer um feijão mais ou menos, ter um transporte mais ou menos, e até ser obrigado a acreditar mais ou menos no futuro. A gente pode olhar em volta e sentir que tudo está mais ou menos… Tudo bem! O que a gente não pode mesmo, nunca, de jeito nenhum… é amar mais ou menos, sonhar mais ou menos, ser amigo mais ou menos, ter fé mais ou menos, e acreditar mais ou menos. Senão a gente corre o risco de se tornar uma pessoa mais ou menos. E ser mais ou menos não é minha meta. Esse vírus tá sendo um ensinamento pra todos nós, não somos nada, sem DEUS somos menos que nada. Acho melhor recolhermos a nossa insignificância e repensarmos no que somos na presença do grande arquiteto do universo. Um triplo abraço fraternal. 🐐📏⚖️

A post shared by Eduardo Costa (@eduardocosta) on

Ainda em janeiro, a Justiça determinou o bloqueio da mansão do cantor, atendendo a um pedido do advogado Arnaldo Soares Alves, representante de um casal que afirma ter levado prejuízo financeiro em uma transação imobiliária com Eduardo. Segundo o portal R7, a Polícia Civil de Minas tomou conhecimento da negociação, e acabou indiciando o artista por estelionato.

De acordo com a investigação, o artista negociou uma casa em Capitólio, a 313 km de Belo Horizonte, em troca de outra na região da Pampulha. A residência em Capitólio, entretanto, era alvo de uma ação do Ministério Público Federal (MPF). O órgão pedia a demolição parcial do imóvel, construído em uma APP (Área de Preservação Ambiental) permanente.

O bloqueio serve como garantia de um eventual ressarcimento ao fim da tramitação do processo. O autor da ação requer o pagamento de indenização por danos materiais no valor de R$ 8,1 milhões, mais R$ 1 milhão por danos morais, além de uma multa de R$ 900 mil por descumprimento contratual. Procurados pela fonte, ainda na época, tanto o advogado Arnaldo Soares, quanto a assessoria do cantor, não se manifestaram sobre o caso.