Elza Soares Globo Ramon Vasconcelos

Elza Soares, ícone da música brasileira, morre aos 91 anos, no Rio de Janeiro; Família se manifesta

A cantora e lenda da música brasileira estava em sua casa

A música e a arte brasileira perderam uma grande lenda nesta quinta-feira (20). A cantora Elza Soares faleceu na tarde de hoje, aos 91 anos, no Rio de Janeiro. A informação foi confirmada pela própria família e a equipe da cantora.

Segundo os familiares, Elza morreu de causas naturais e estava em sua casa. “É com muita tristeza e pesar que informamos o falecimento da cantora e compositora Elza Soares, aos 91 anos, às 15 horas e 45 minutos em sua casa, no Rio de Janeiro, por causas naturais”, disse o texto, divulgado no Instagram da cantora.

Continua depois da Publicidade

O comunicado ainda celebrou a memorável carreira da estrela, citando que ela mostrou sua voz e “cantou até o fim”. “Ícone da música brasileira, considerada uma das maiores artistas do mundo, a cantora eleita como a Voz do Milênio teve uma vida apoteótica, intensa, que emocionou o mundo com sua voz, sua força e sua determinação. A amada e eterna Elza descansou, mas estará para sempre na história da música e em nossos corações e dos milhares fãs por todo mundo. Feita a vontade de Elza Soares, ela cantou até o fim”, encerrou o comunicado. Veja abaixo:

Elza Soares foi uma das maiores cantoras da música brasileira. De origem pobre, sua negritude, suas experiências de vida e sua identidade feminina sempre apareceram em seus trabalhos. A carreira de Elza teve início no samba, nos anos 1960. Contudo, ao longo dos 34 discos lançados, a artista experimentou uma infinidade de gêneros e estilos, como jazz, hip hop, funk, música eletrônica, e uma série de outras sonoridades. Em 1999, ela foi eleita pela rádio BBC de Londres como a cantora brasileira do milênio.

Todo seu talento também foi devidamente reconhecido em vida. Em 2016, o álbum “A Mulher do Fim do Mundo” venceu o Grammy Latino de “Melhor Álbum de Música Popular Brasileira”. Ela também apareceu na disputa outras quatro vezes, com os discos “Do Cóccix até o Pescoço” e “Deus É Mulher”, além das canções “Libertação” e “Maria da Vila Matilde”. Outros de seus sucessos são “A Carne”, “O Que Se Cala”, “Na Pele”, entre tantas outras.

A morte de Elza Soares ocorre no mesmo dia em que seu marido, Garrincha, faleceu em 1983, aos 49 anos. A estrela deixa familiares, amigos, e uma legião de fãs pelo mundo afora, com um legado inesquecível…