Embriagado, Johnny Depp ataca funcionário em set de filmagens, diz site; Diretor do filme alega que história foi ‘exagerada’

Xi, minha gente… O nome de Johnny Depp está mais uma vez na boca do povo, por um motivo nada legal. De acordo com o site Page Six, o ator teria se envolvido recentemente numa briga com um dos funcionários do set de filmagens onde gravava cenas para seu novo longa “LAbyrinth” (ainda sem título em português).

O filme baseado em uma história real é estrelado por Depp, que interpreta o detetive da polícia de Los Angeles, Russell Poole, responsável pela investigação do assassinato de Biggie Smalls. Fontes próximas revelaram ao site que o ambiente por trás das câmeras começou a ficar “tóxico” quando o astro assumiu a direção de uma cena em que seus colegas atuavam como um policial e um sem-teto. “Os amigos dele estavam em cena, e aí uma confusão ganhou proporções muito maior do que deveria”, relatou um ‘insider’.

Meu Deus, eu só me meto em confusão… (Foto: Thomas Lohnes/Getty Images)

Uma das ruas no centro de Los Angeles estava fechada por um período, exclusivamente para que as gravações do longa pudessem acontecer. “Os produtores continuaram pedindo para que o tempo de estadia fosse prolongado”, explicou uma fonte familiarizada com a filmagem. Sem sucesso, um gerente de locação informou ao diretor do filme, Brad Furman, que a cena tinha que ser encerrada, mas, Brad o interrompeu: “Diga isso para Johnny Depp!”.

Quando foi informado de que o tempo da licença havia acabado, Johnny se descontrolou e se recusou a paralisar os trabalhos. O site alegou que ele estaria “fumando e bebendo o dia inteiro” e que teria partido pra cima do funcionário. “Ele estava a 15 cm de distância, gritando: ‘Quem é você? Você não tem esse direito!’”, contou a testemunha.Além disso, ele atacou e até tentou dar um soco no gerente de locação que estava no set.

Quando a vítima respondeu que “estava apenas fazendo seu trabalho”, Depp deu meia volta e tentou lhe dar um soco nas costelas, mas o golpe foi fraco e não causou danos. “Eu te dou U$100.000,00 para me dar um soco agora mesmo!”, gritava o artista. Antes que as coisas piorassem, ele foi retirado do local, deixando o pobre funcionário sem reações.

Nem o ator ou seus representantes comentaram o caso. Furman, por sua vez, saiu em defesa do membro do elenco e insistiu que o suposto incidente teria sido alvo de uma repercussão exagerada. “Johnny Depp é um profissional consumado, grande colaborador e um defensor de outros artistas”, disse ele em um comunicado. “Ele sempre trata a equipe e as pessoas ao seu redor com o maior respeito. Filmes podem ser estressantes, e eventos não frequentes costumam ser exagerados. Nós todos amamos histórias – mas não há uma aqui”, enfatizou.

Para além desse caso, Depp está sendo processado por dois ex-guarda-costas, e numa guerra legal com seus ex-empresários. Ainda há também as várias acusações de sua ex-mulher, Amber Heard.

Caramba… Que tenso!