Brit Header

Ex-jurado Louis Walsh dá relato de partir o coração sobre estado de Britney Spears durante as gravações do “The X Factor”: “Eu sentia pena dela”

De partir o coração… O ex-jurado do “The X Factor” britânico, Louis Walsh, alegou em entrevista The Independent nesta segunda-feira (14), que Britney Spears estava sob efeito de grande quantidade de medicamentos durante a gravação da segunda temporada do talent show, e mal conseguia se endireitar no assento. Walsh trabalhou ao lado da cantora por um curto período de tempo em 2012, quando substituiu Simon Cowell na edição norte-americana.

A troca de Simon pelo empresário ocorreu durante as audições em Kansas City, nos Estados Unidos. Britney integrava o time fixo de jurados na época. “Eu estava sentado junto a Britney por dois dias e, depois de algumas audições, ela ficava tipo…”, disse Walsh, imitando como a cantora se desequilibrava da cadeira e tinha dificuldade de manter a cabeça erguida.

“Eles literalmente tinham que parar o show e tirá-la de lá, porque ela estava sob muita medicação e outras coisas. Eu senti pena dela. […] Ali estava ela, a maior estrela pop do mundo, e ela estava lá fisicamente, mas não mentalmente. Ela tinha muitos problemas”, afirmou Louis.

The X Factor Launch 2017 Photocall
Louis Walsh conviveu com Britney Spears por alguns dias durante a gravação do “The X Factor” em 2012. (Getty)

Quando questionado pelo The Independent se Britney deveria ter recebido ajuda profissional ao invés de estrelar um programa de televisão, Walsh respondeu: “Ela estava ganhando milhões de dólares para fazer aquilo, então por que ela não sentaria ali?”. Segundo o Page Six, a artista recebeu até US$ 15 milhões por sua participação no programa, quando integrou a bancada de jurados ao lado de Simon Cowell, Demi Lovato e LA Reid. A dona do hit “Toxic” se juntou ao “The X Factor” quatro anos depois de sua crise em 2008, que a levou a ser internada numa clínica de reabilitação. 

À revista Elle, em 2012, a princesa do pop desabafou sobre como estava sua saúde mental quando fez parte do programa. “Eu estava tendo ataque de pânico atrás de ataque de pânico. Eu superei aquilo rapidamente e percebi que sendo honesta eu estava ajudando eles. Pessoalmente, acredito que essa foi a parte mais difícil de ser jurada no ‘The X Factor’. A maioria deles [participantes] está ainda se desenvolvendo. É difícil dizer a crianças tão novas se elas têm ou não o que é preciso. Eu tentei ser o mais protetora possível com as esperanças e sonhos deles”, contou a estrela, que não retornou para a terceira e última temporada do programa, em 2013. Naquele ano, a diva lançou sua famosa e lucrativa residência em Las Vegas, a “Britney: Piece of Me”, finalizada em 2017. 

Entenda o caso da tutela de Britney

Em 2008, Britney Spears passou a viver sob tutela gerenciada por seu pai, Jamie Spears, e, desde então, a estrela não tem mais controle sobre sua própria trajetória. Em setembro de 2019, um juiz nomeou a gestora Jodi Montgomery como tutora temporária da artista, depois que o pai da loira deixou o posto, alegando “razões pessoais de saúde”.

Nos Estados Unidos, o status de tutela é decretado por um tribunal para pessoas incapazes de tomar decisões por si mesmas. No caso da cantora, ela passou por um período conturbado em 2007, devido ao descontrole do uso de substâncias ilegais e bebidas alcoólicas, e enfrentou diversos problemas na Justiça, principalmente em relação à guarda dos filhos.

Continua depois da Publicidade

Em maio de 2020, a tutela de Britney foi estendida. Os documentos do tribunal, obtidos pela revista “Us Weekly”, mostraram que a gestora e advogada Jodi Montgomery foi autorizada a seguir no papel até 22 de agosto do mesmo ano. Britney, por sua vez, “expressou que não queria trabalhar novamente, porque não queria continuar a se manter essencialmente sob a tutela”. Assim, a carreira da popstar foi desacelerando, e o movimento #FreeBritney tomou força dentro e fora das redes, graças à crescente preocupação dos fãs com o bem-estar da estrela..

O movimento #FreeBritney vai muito além das redes sociais. (Foto: Getty)

Em 12 de fevereiro deste ano, o processo avançou a favor da cantora. A juíza do Tribunal Superior de Los Angeles, Brenda Penny, determinou que o pai da artista não fosse mais o único tutor das propriedades e investimentos da loira, nomeando, por sua vez, a associação bancária Bessemer Trust como co-administradora. Até então, o banco e Jamie têm de criar, conjuntamente, um plano de investimento sobre a administração das propriedades da popstar. No final de março, um novo passo foi dado: Britney solicitou a retirada total de Jamie Spears da tutela.