Filho de Sinead O’Connor é encontrado morto, aos 17 anos, após fugir de hospital

O jovem lutava contra uma depressão severa e era procurado desde quinta-feira (6), na cidade de Newbridge, Irlanda

Shane O’Connor, filho da cantora Sinead O’Connor, foi encontrado morto nessa sexta-feira (7), em Wicklow, na Irlanda, após passar dois dias desaparecido. Aos 17 anos, ele lutava contra depressão e estava sob cuidados psiquiátricos no hospital Tallaght, de onde escapou. A notícia foi divulgada pelo jornal The Guardian e confirmada pela própria artista, no Twitter.

“Meu lindo filho, Nevi’im Nesta Ali Shane O’Connor, a própria luz da minha vida, decidiu encerrar sua luta terrena hoje e agora está com Deus. Que ele descanse em paz e que ninguém siga seu exemplo. Meu bebê. Eu te amo muito. Por favor, fique em paz”, lamentou, dando a entender que o jovem tirou a própria vida.

Um dia antes da tragédia acontecer, a cantora já havia recorrido às redes para fazer um apelo ao filho, que foi visto pela última vez em Tallaght, no sul de Dublin, na quinta-feira (6). “Shane, sua vida é preciosa. Deus não desenhou esse lindo sorriso em seu lindo rosto para nada. Meu mundo entraria em colapso sem você. Você é meu coração. Por favor, não faça com que ele pare de bater. Por favor, não se machuque. Procure a polícia e vamos te levar para um hospital”, suplicou Sinead.

Em outras publicações, a artista ameaçou processar o hospital onde o adolescente foi internado, por deixá-lo escapar. “Quero saber por que Lynn Ward, do hospital Tallaght, que deveria prestar assistência médica supervisionando meu filho 24 horas por dia, conseguiu deixar que ele escapasse nessa manhã, sendo que sete dias atrás ele fez duas tentativas severas de suicídio”, disparou.

“Como um jovem traumatizado de dezessete anos que estava sob alerta suicida no hospital, pôde desaparecer? É claro que o hospital, até agora, está se recusando a assumir qualquer responsabilidade. Aconteceu alguma coisa com meu filho sob cuidado de vocês? Ações judiciais [serão tomadas], continuou.

Sinead, que tem outros três filhos, agora protesta contra a Tusla, agência estatal irlandesa de proteção à criança e à família — algo semelhante ao Conselho Tutelar brasileiro. Também no Twitter, a cantora atacou a agência, que deveria ter Shane sob seus cuidados, por não se comunicar com ela mais de 26 horas após a morte do garoto. Afirmando que o posicionamento do órgão é inaceitável, a artista ainda escreveu que não teve contato de nenhuma outra instituição governamental desde que a polícia informou que havia encontrado o corpo do jovem.