Gwyneth Paltrow revela o momento – curioso – em que percebeu que casamento com Chris Martin havia chegado ao fim, e explica como funciona a ‘separação consciente’

Gwyneth Paltrow e Chris Martin, vocalista do Coldplay, são provas vivas de que é possível manter um bom relacionamento, mesmo após um divórcio. Em entrevista à Vogue britânica, a atriz refletiu sobre o momento em que percebeu que o casamento tinha chegado ao fim e revelou quais lições aprendeu com esse processo.

A epifania veio durante a viagem de celebração dos 38 anos da ganhadora do Oscar, na Toscana. “O inverno estava chegando, as folhas estavam caindo. Estávamos em uma cabana perfeita para a comemoração de um aniversário: tinha lareira e uma vista linda para uma fazenda. Eu não sei que dia ou que hora aconteceu, mas eu percebi que apesar de tudo aquilo – e das caminhadas longas de mãos dadas e taças de vinho – que meu casamento tinha acabado”, lembrou.

No começo, a loira relutou e tentou ignorar o sentimento. “Foram anos até que as palavras saíssem de nossas bocas”, confessou. Entretanto, depois de muito tempo, ela foi tomada pela ideia da separação. “Naquele fim de semana, percebi uma rachadura na barragem, permitindo apenas que um pouco da verdade escoasse. Mas aquilo foi aumentando, até que transbordou”, explicou, de forma metafórica.

O então casal finalmente concordou que era hora de seguir caminhos diferentes e graças aos filhos, decidiram colocar o conceito de “separação consciente” em prática. “Nós éramos próximos, a gente se divertia e ria junto, mas nunca nos encaixamos muito como um casal. Sempre havia um pouco de inquietação. Mas cara, como nós amávamos nossos filhos. Não queríamos falhar ou decepcionar ninguém. Acima de tudo, não queríamos magoar as crianças”, declarou.

Gwyneth e Chris, quando ainda eram casados. (Foto: Getty)

A ideia, apresentada pelo terapeuta da dupla, consiste em dar continuidade às relações familiares, mesmo com o fim do casamento dos parceiros. Parece simples, mas Gwyneth afirmou que ela e o pai de Apple e Moses, descobriram um caminho a ser trilhado após cometerem erros e acertos. “Havia dias que não conseguíamos aturar um ao outro, mas nos forçávamos a lembrar o porquê de estarmos fazendo aquilo. De alguma forma, conseguíamos nos abraçar e sorrir junto das crianças. Foi provavelmente o ano mais desafiador de minha vida”, observou.

Segundo ela, a “separação consciente” permitiu que ela conseguisse manter o carinho que sempre sentiu, por Martin. “Não tem problema você continuar amando as partes do seu ex que você sempre amou. Na verdade, é isso que faz a separação consciente funcionar. Ame todas essas qualidades ótimas da pessoa. Elas ainda existem, elas ainda podem te fazer sentir o mesmo que um dia sentiu por aquela pessoa. Ao invés de reprimir seus sentimento, explore-os. Perdemos todas as nuances da vida quando tornamos tudo 100% bom ou ruim”, enfatizou.

Hoje, Gwyneth é casada com Brad Falchuk, e Martin namora Dakota Johnson. Todos os quatro aparentam ter relações super harmoniosas, e os casais inclusive já viajaram juntos. “Eu sei que meu ex-marido estava destinado a ser o pai de meus filhos, e sei que meu atual marido está destinado a ser meu parceiro para o resto da vida. A separação consciente te permite reconhecer que esses dois amores podem coexistir e nutrir um ao outro”, finalizou Paltrow.