Fotojet (6)

Juliette diz que assistiu ao “BBB 21” inteiro e faz autocrítica sobre começo: “Fiquei com abuso de mim”; assista

Durante participação no PodCats, Juliette avaliou sua trajetória no “BBB21”, falou sobre as comparações com Eslovênia Marques e garantiu que os administradores de suas redes sociais seguem com ela

Bateu saudade?! Durante participação no “Podcats” dessa terça-feira (25), Juliette Freire relevou para Virgínia Fonseca e Camila Loures que assistiu a todos os 101 episódios do “BBB 21“, edição que a consagrou campeã. “Assisti tudo que passou na TV, mas é loucura. Eu fiquei com abuso de mim no início, falei ‘meu Deus, como eu gritava’. Eu era chata!”, comentou a paraibana, aos risos.

Bem-humorada, a cantora também refletiu sobre sua relação de idas e vindas com Fiuk no reality: “Todo mundo pensa que quando entrei eu paquerei o Fiuk, mas não paquerei. Ele estava muito nervoso, muito ansioso e aí falei ‘vou quebrar o gelo’ e resolvi brincar tipo ‘meu Deus, casa comigo’. Acho que a galera começou a curtir, achou engraçado e a edição também. Mas pode ver que quando fomos para a casa me afastei totalmente dele, porque aí ele já estava de boa. Era brincadeira, mas as pessoas levaram a sério, fui cancelada, mas depois me descancelaram, graças a Deus”.

Continua depois da Publicidade

A influenciadora ainda opinou que, caso tivesse caído no paredão na primeira semana, seria eliminada. “Na primeira semana eu fui engolida. Eu teria saído (na primeira semana) com certeza. Todo mundo me falava isso, ou você me ama ou pega ranço, e depois que você me conhece você entendeu meu jeito, olhares, expressões, brincadeiras. Na primeira vez dificilmente as pessoas me amam, mas depois elas me entendem. Minhas amigas diziam ‘se você não for pro primeiro paredão você ganha, o medo é sair na primeira'”, contou.

“Quando me deram aquela imunidade, falei ‘estou salva’, mas aí teve todo aquele conflito. Eu não conseguia falar, não conseguia ser eu. Teve um momento que comecei até a falar sozinha. Na primeira festa eu chegava e as pessoas saíam. Foi quando Camilla (de Lucas) conseguiu falar comigo e eu consegui me reconectar comigo. Foi difícil. Pensei em desistir várias vezes, na primeira semana cheguei até a falar que ia embora”, afirmou em seguida.

Administradores de redes sociais

Ao longo da conversa, Juliette falou sobre os boatos de que membros de sua equipe teriam sido contratados por participantes do “BBB 22”, para cuidar de redes sociais. “Quando fui pro ‘BBB’ deixei um papel escrito a mão falando quem ficaria com minhas redes sociais. Eram todos amigos, cada um tinha uma aptidão diferente e aí reuniram a galera, contrataram alguns administradores, mas assim, zero grana, era feito pelo amor e expectativa. Quando eu saí do ‘BBB’, meus amigos que estavam no início permaneceram. Minha equipe está comigo!”, reforçou.

Comparações com Eslovênia

Nas redes sociais, muitas comparações foram feitas entre Juliette e Eslovênia Marques, que assim como a rainha dos cactos, também é paraibana. Freire, por sua vez, acredita que com o tempo, isso mudará. “É estereótipo. Compararam a Eslovênia comigo. Eu entendo que pelo sotaque, tem uma pitadinha de querer rotular. É pelo estereótipo, pela região [Nordeste]. Mas, com um tempinho, isso já cai por terra, a personalidade fala [por si]. É a primeira semana [do programa], todo mundo compara. Depois passa, as pessoas são únicas”, analisou a artista, por fim. Assista: