Kendall e Kylie Jenner são acusadas de não pagar funcionários de sua marca em Bangladesh e se manifestam; saiba detalhes!

Mais uma polêmica para a família… No final de junho, surgiram rumores pela web de que Kendall e Kylie Jenner não estariam pagando o salário de operários que produzem a linha “Kendall + Kylie”, em Bangladesh. Nesta segunda-feira (06), a marca das irmãs emitiu um comunicado e negou a história.

Tudo começou por volta do dia 25 de junho, quando usuários do Instagram passaram a cobrar Kendall e Kylie sobre a questão dos salários. “Kylie e Kendall Jenner não estão pagando seus funcionários em Bangladesh e ambas desativaram seus comentários. Eles estão há semanas sem qualquer pagamento e estão à beira da fome”, comentou um internauta, compartilhando reações e queixas em comentários nas redes delas. Olha só:

As críticas começaram após os rumores de que a empresa Global Brands Group (GBG) – associada a algumas marcas como Everlast, Ellen Tracy, Calvin Klein, Fiorelli, Frye, entre outras – não estaria pagando seus funcionários. Para muitos, a Kendall + Kylie também faria parte do GBG. Mas as irmãs esclareceram que não.

Kylie e Kendall Jenner negaram que sua marca esteja deixando operários sem salários. (Fotos: Getty)

“Gostaríamos de abordar o rumor incorreto e lamentável de que a Global Brands Group é dona da Kendall + Kylie, e que nós negligenciamos o pagamento de operários em Bangladesh como um resultado da pandemia da Covid-19. Isso não é verdade. A marca Kendall + Kylie pertence à 3072541 Canada Inc., não ao GBG”, disseram elas, em nota. Todavia, as irmãs Jenner explicaram que, no passado, já trabalharam com a Global Brands Group: “A marca já trabalhou com a CAA-GBG no passado, apenas no desenvolvimento da capacidade de vendas e de negócios”.

Kendall e Kylie também afirmaram não terem recebido nenhuma queixa oficialmente sobre seus funcionários. “Nós produzimos em países por todo o mundo e não recebemos nenhuma reclamação das fábricas que produzem nossas mercadorias”, acrescentou o texto.

As musas empreendedoras ainda disseram que estão apoiando seus parceiros no mundo da moda, em meio às dificuldades da crise. “Sabemos que esses são tempos difíceis para a indústria da moda e para os trabalhadores do ramo do vestuário como um todo, e continuamos a apoiar todos os nossos parceiros que trabalham nas fábricas que produzem nossos produtos”, escreveram. Dá uma olhada:

Esta não é a primeira vez que o assunto foi desmentido. Dias atrás, a página da Kylie Cosmetics (uma das principais empresas da caçula da família) também se manifestou em meio às críticas, em comentários no Instagram. “A marca de roupas Kendall + Kylie não fabrica nada em Bangladesh”, afirmou a publicação. “Sentimos muito que esse problema exista, mas o boato sobre a marca de roupas Kendall + Kylie é completamente falso”, declarou.