Kim Kardashian (1)

Kim Kardashian se pronuncia após ser acusada de não pagar salários e violar direitos de funcionários: “Estão processando a pessoa errada”

Se pensaram que Kim Kardashian ficaria calada sobre a mais recente polêmica de sua vida, estavam enganados. Nesta quarta-feira (26), a empresária se manifestou após os processos nos quais é acusada de não pagar os funcionários e de não lhes dar os devidos direitos trabalhistas. A dona da SKIMS negou as afirmações e tentou explicar a situação.

Durante uma sessão de perguntas e respostas no Instagram, Kim foi questionada: “Você paga seus funcionários?”. A beldade não fugiu da reta, mas afirmou que a responsabilidade por essa história não seria sua. “Absolutamente, eu respeito as pessoas por seu tempo e por seu trabalho duro e, infelizmente, esses trabalhadores estão processando a pessoa errada. Eu paguei o fornecedor e é o trabalho deles pagarem seus funcionários. Eu espero que eles consigam resolver esse problema logo”, escreveu ela.

Confira a resposta:

Kim Kardashian Funcionario1
Após ser questionada pelo Instagram, Kim Kardashian abriu o jogo sobre os processos movidos por seus funcionários. (Foto: Reprodução/Instagram)

Em um comunicado ao Page Six, um porta-voz de Kim também mencionou que os funcionários terceirizados que estão processando a empresária, na verdade, deveriam resolver a situação com o fornecedor que teria os contratado diretamente. “Esses funcionários foram contratados e pagos através de um fornecedor terceirizado, contratado pela Kim para fornecer os serviços contínuos”, disse.

Continua depois da Publicidade

“Kim não faz parte do acordo feito entre o fornecedor e seus funcionários, portanto, não é responsável pela forma como o fornecedor gere o seu negócio e os acordos que fez diretamente com o seu pessoal”, continuou o representante da estrela. Ele ainda defendeu que a proprietária da KKW Beauty nunca teria falhado nesse sentido. “Kim nunca deixou de pagar um fornecedor por seus serviços e espera que a questão entre os funcionários e a empresa que os contratou seja resolvida amigavelmente em breve”, concluiu.

Entenda o caso

No último dia 24 de maio, o TMZ divulgou documentos que provam que sete funcionários estão processando Kim Kardashian, alegando não ter recebido salários, refeições e verbas para cobrir as despesas. A equipe de manutenção e limpeza, que diz ter trabalhado na propriedade em Hidden Hills, afirma que foi contratada para atuar em tempo integral. Mas, ao invés disso, todos foram tratados como trabalhadores independentes. Sendo assim, os benefícios que geralmente são concedidos a quem opera em período integral foram ignorados.

Continua depois da Publicidade

Os trabalhadores — que querem indenização — relatam que não receberam o pagamento, que não tinham um horário regular, não tinham pausas para refeições e descanso, que não foram reembolsados pelas despesas, que não foi disponibilizado um sistema de registro de suas horas e, por fim, que eles não foram pagos pelas horas extras. Em um dos casos mais delicados, um funcionário diz que foi despedido após cobrar os seus direitos e os direitos do seu filho, de 16 anos. Ele afirmou que o filho trabalhou mais do que o total de horas que é permitido para um menor na Califórnia.

Vixe, deu ruim! Kim Kardashian está sendo processada por funcionários. (Foto: Reprodução/YouTube)

Na ocasião, o representante da Kardashian já havia respondido que os serviços de manutenção e limpeza foram contratados através do fornecedor terceirizado, e que Kim não teria conhecimento do acordo feito entre a empresa e os trabalhadores. Além disso, um insider reforçou que os trabalhadores não deveriam ir atrás da socialite, e sim da empresa que fez a ponte entre eles, porque “Kim nunca deixou de pagar nem uma conta de telefone, quanto mais o salário dos funcionários de sua casa”.