Famosos

Kate Middleton revela que príncipe George e princesa Charlotte quebraram tradição de Natal, diz jornal

Raquel Rodrigues - Publicado em 26/12/2018 às 14:02
Compartilhe: Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Pinterest Compartilhar no Whatsapp Compartilhar no E-mail

Tradições são muito importantes para a família real britânica. No entanto, Kate Middleton revelou a um fã da realeza que o príncipe George e a princesa Charlotte quebraram uma tradição ao abrirem seus presentes na manhã de Natal, segundo o jornal The Sun. Como nós já contamos aqui, a troca de presente entre os membros da família costuma ocorrer em um chá das cinco na véspera, no dia 24. Além disso, as lembrancinhas não costumam ser caras.

No entanto, dessa vez, os fofuchos só foram abrir os mimos na manhã no dia seguinte! Em conversa com um admirador, quando chegava com o marido, William, o príncipe Harry e a duquesa Meghan, na igreja de St Mary Magdalene, nesta terça-feira (25), Kate contou que os herdeiros desembrulharam os presentes “bem cedinho” naquela manhã. Segundo o jornal, não se sabe ao certo que tradições são ensinadas para as crianças da realeza, mas também era esperado que elas abrissem os presentes no dia 24.

Príncipe William, Kate Middleton, príncipe Harry, Meghan Markle na igreja de St Mary Magdalene  dia 25. (Foto: Getty)

Após o compromisso real na igreja, o grupo voltaria para Sandringham e tomaria um chá da tarde, antes de um jantar formal. Embora as crianças possam assistir a filmes festivos, os membros mais velhos da família só podem assistir a uma coisa: o discurso da rainha, que é televisionado todos os anos desde 1957.

Tem sido um ano bem agitado para a minha família, com dois casamentos e dois bebês — e outra –criança chegando em breve. Isso ajuda a manter uma avó bastante ocupada”, disse a rainha num trecho do vídeo deste ano.

*Leia também:
— Natal da Família Real: Presentes ‘zoados’, parentes reunidos e muita classe; confira tradições e curiosidades!
— Após rumores de briga entre Kate e Meghan, Rainha Elizabeth II e Príncipe Charles tomam decisão por trégua, diz jornal