Kim Kardashian ganha 10 milhões em processo contra marca de fast fashion; entenda o caso!

É como diz aquela música d’As Meninas… “O rico cada vez fica mais rico”! Kkkk De acordo com a BBC, Kim Kardashian ganhou 2,7 milhões de dólares (cerca de 10,3 milhões de reais) em danos, após processar a marca Missguided USA por copiar seus visuais. Ela levou a fast fashion à justiça em fevereiro, alegando que eles usavam seu nome para vender os produtos, e que as cópias que eles faziam dos designers que ela usava seriam “notórias”.

Em sua deliberação, o juiz afirmou que “a Missguided usou repetidamente o nome e e aparência de Kim, sem permissão, em suas redes sociais para promover a venda de suas roupas”. Além disso, ele apontou que o website da marca tem páginas inteiras dedicadas a vender e copiar vestidos inspirados pela socialite. O maior problema é que eles usam fotos de Kim para fingir para os consumidores que a estrela teria uma parceria com a marca.

A vitória veio fácil, já que a Missguided nunca chegou a se defender — eles nem responderam ao processo. Além de pagar a fortuna à Kim, a marca está proibida de usar a imagem da dona da KKW Beauty para vender seus produtos.

Fundada em Manchester, em 2009, a Missguided não escondia que copiava os modelitos grifados de Kim; horas após a socialite postar uma imagem onde usava um vestido dourado, desenhado pelo marido, Kanye West, a companhia publicou uma foto de uma modelo em um vestido praticamente idêntico, com a legenda: “O diabo trabalha muito, mas a Missguided trabalha mais”. 

(Fotos: Reprodução/Instagram)

No processo, a mãe de North, Saint, Chicago e Psalm afirmou que a marca não apenas “replica o visual de celebridades”, mas “usa sistematicamente os nomes e imagem” das estrelas para promover o próprio website. Em um comunicado, a Missguided afirmou que tinha conhecimento do resultado do processo, mas que ele ainda não havia chegado à conclusão final.

Kim Kardashian vs. fast fashion: entenda o caso

Como contamos anteriormente, Kim já foi criticada por perfis especializados em moda, por sua suposta associação a marcas de fast fashion. Após a empresária ser vista usando um Thierry Mugler vintage, a marca Fashion Nova rapidamente fez sua própria versão e colocou para vender em seu site. O problema veio quando a conta Diet Prada, que tem mais de um milhão de seguidores e é famosa por desmascarar imitações e denunciar casos polêmicos no mundo da moda, acusou Kim de ter orquestrado a cópia ao lado da marca Fashion Nova.

De acordo com os administradores por trás do perfil, duas horas antes da fast fashion anunciar a venda do modelo online, a modelo que o usou nas imagens do site postou os bastidores da sessão de fotos. Os arquivos das imagens tinham sido nomeados como “vestido da Kim”.

View this post on Instagram

UPDATE: See “MUGLER” story highlight for a screenshot of the date of the Capture One session (it’s labeled 02-14-19). Fashion Nova Mugler knockoff shot 4 days before Kim wore it on 02/18/19. Kim, you’ll never fess up to your sneaky lil collaborations, but we got all the receipts 😎. • ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ At some point recently, a fast fashion photo shoot happened featuring a vintage Mugler dress that @kimkardashian just happened to wear on Sunday night to the Hollywood Beauty Awards…and yes, it appears to be a real dress, not photoshop. Ahead of Fashion Nova releasing the dress at 9pm EST tonight, house model Yodit Yemane may or may not have accidentally leaked a story 2.5 hours earlier of photo options from her shoot featuring the Mugler replica. The file names were even labeled “Kim dress” while it’s now being called “Winning Beauty Cut Out Gown” lol. This begs the question: Did Fashion Nova whip up the dress overnight in their Los Angeles atelier after seeing Kim in it or is she peddling her vintage finds to mass retailers ahead of debuting them for a calculated, timely release? ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ • 📷 : Getty • #kimkardashian #mugler #thierrymugler #manfredthierrymugler #bodycon #cutout #barelythere #strappy #straps #black #vintage #dress #velvet #fashionnova #wiwt #ootd #kuwtk #hollywood #beauty #kkwbeauty #kardashian #ecommerce #shady #smh #photoshoot #model #fashionmodel #dietprada

A post shared by Diet Prada ™ (@diet_prada) on

Além disso, pela data dos arquivos, as fotos foram tiradas no dia 14 de fevereiro, três (!) dias antes de Kim usar o vestido, no dia 17. “Kim, você nunca vai confessar as suas colaborações sorrateiras, mas nós temos as provas”, escreveram na legenda. No Stories, eles circularam a data na imagem feita pela modelo da Fashion Nova.

(Foto: Reprodução/Instagram Diet Prada)

Com toda a repercussão, a socialite usou seu Instagram Stories para comentar o caso. “É devastador ver essas fast fashion copiando modelos que foram feitos com o sangue, suor e lágrimas de verdadeiros designers que colocaram tudo de si em suas próprias ideias originais. Eu vejo essas companhias lucrarem em cima do trabalho do meu marido há anos e agora isso também está afetando designers que tem sido tão generosos em me dar acesso aos seus lindos trabalhos, e eu não posso mais ficar em silêncio”, começou a estrela de “Keeping Up With The Kardashians”.

Ela prosseguiu: “Apenas dois dias atrás, eu fui privilegiada o suficiente de usar um vestido vintage único de [Thierry] Mugler, e em menos de 24 horas, ele foi copiado e publicado em um site — mas não está à venda. Você precisa se inscrever em uma pré-venda, porque o vestido sequer está disponível ainda. Este é um jeito de fazer as pessoas se inscreverem na lista de mailing deles, e fazer as pessoas acreditarem que existe algum tipo de relação entre eu e o site deles. Não há”. 

Kim e o polêmico vestido Thierry Mugler. (Foto: MediaPunch/BACKGRID)

Mas isso não foi tudo! Demonstrando que as acusações mexeram muito com ela, Kim acrescentou: “Meus relacionamentos com designers são muito importantes para mim. Me levou mais de uma década para construí-los, e eu tenho uma enorme quantidade de respeito pelo trabalho que eles colocam em dar vida às suas ideias. Normalmente, eu planejo [meus visuais] por semanas, às vezes meses, e até mesmo um ano adiantada, e eu sou grata por cada momento fashion que esses designers e seus vestidos me ajudaram a criar”.

A dona da KKW Beauty concluiu fazendo um pedido ao público. “Então, como sempre, não acredite tudo que você lê e vê online. Eu não tenho qualquer tipo de relacionamento com esses sites. Eu não estou vazando looks para ninguém, e eu não apóio o que essas companhias estão fazendo”, afirmou.

(Foto: Reprodução/ Instagram Kim Kardashian)

Ao TMZ, a marca Fashion Nova também se manifestou dizendo que nunca trabalhou com Kim Kardashian para copiar vestidos: “Fashion Nova é uma marca de ultra-fast fashion que é capaz de executar designs em poucas horas e acredita em preços justos. Nós nos esforçamos para oferecer aos consumidores tendências acessíveis. Nós respeitamos a comunidade fashion e trabalhamos com uma variedade de profissionais para oferecer estilos recentes e relevantes. Kim Kardashian-West é um dos maiores ícones de estilo do mundo, e nossos consumidores buscam inspiração nela. No entanto, nós não trabalhamos com Kim Kardashian-West diretamente em nenhum de seus projetos, mas somos movidos por seu estilo influenciador”. 

Será que o próximo processinho será contra a Fashion Nova? Vamos aguardar!