Kim Kardashian revela que está estudando para ser advogada e explica o que despertou seu desejo: ‘Posso fazer mais’

Socialite, empresária, estrela de reality show e agora… advogada! Sim, isso mesmo: Kim Kardashian tem planos de seguir os passos do pai, Robert, e entrar para o mundo do Direito. Em entrevista para a edição de maio da Vogue America, a musa revelou que está estudando para se tornar uma advogada e, que, no último verão, decidiu começar a ter aulas com uma firma de advocacia de São Francisco. O objetivo de Kim é fazer o teste para ser aprovada na profissão em 2022!

Há algum tempo, Kim tem trabalhado com Van Jones, autor e comentarista da CNN, e com a advogada Jessica Jackson, co-fundadora do #cut50, um grupo de advocacia bipartidário com foco em reforma da justiça criminal. Por meses, eles tem visitado prisões, conversado com governadores e frequentado reuniões na Casa Branca. No ano passado, Kim convenceu o presidente Donald Trump a perdoar a sentença de Alice Marie Johnson, de 63 anos, que havia sido condenada à prisão perpétua logo na primeira detenção por drogas. Após Alice Marie ser solta, uma parte bipartidária da reforma da legislação da justiça criminal passou no congresso, e foi assinada por Trump em dezembro.

De acordo com a estrela, a decisão de embarcar nesta jornada não teria sido tranquila. Os resultados positivos de sua tentativa de tirar Alice Marie da cadeia, no entanto, acabaram por motivá-la. “Nunca, em um milhão de anos, eu pensei que nós chegaríamos ao ponto de aprovar leis”. Kim admite que esta não é sua expertise, o que despertou seu desejo de aprender. “A Casa Branca me ligou em busca de conselhos para ajudar a mudar o sistema de clemência. E eu estava sentada na sala Roosevelt com um juiz e um monte de pessoas poderosas, e eu só fiquei lá e pensei: Ah, m**da. Eu preciso aprender mais”, revelou.

Kim deu mais detalhes sobre as reuniões, e sua participação nelas: “Eu dizia o que precisava dizer, sobre o lado humano e por que isso é tão injusto. Mas eu tinha advogados comigo, que podiam dar embasamento para as minhas falas, com todos os fatos do caso. Nunca é apenas uma pessoa que conquista as coisas; é um coletivo de pessoas, e eu sempre soube o meu papel, mas eu queria ser capaz de lutar pelas pessoas que pagaram as suas dívidas com a sociedade. Eu senti que o sistema podia ser muito diferente, e eu queria lutar para consertá-lo, e se eu soubesse mais, eu poderia fazer mais”.

A mãe de North, Saint e Chicago também afirmou que sempre teve interesse pelo assunto; seu pai, Robert Kardashian, era um empresário e advogado, que ficou famoso quando ajudou a defender seu amigo, O.J. Simpson, durante julgamento por assassinato em 1994. “Nos finais de semana, eles usavam a nossa casa como escritório, com Johnnie Cochran e Bob Shapiro. Meu pai tinha uma biblioteca, e quando você empurrava uma parede, tinha um closet secreto, com todos os livros de evidências do O.J. Eu sempre bisbilhotava e olhava tudo. Eu era realmente interessada na parte da perícia”, Kim relembrou.

E como ela está estudando Direito sem frequentar uma universidade? A Califórnia, assim como três outros estados dos Estados Unidos, oferecem outro caminho além da faculdade para se tornar um advogado. Para passar no teste da ordem, a pessoa pode estudar por conta própria, lendo livros, e aprendendo e praticando com um advogado ou juiz. De acordo com a Vogue, em julho, Kim fará um primeiro teste administrado pelo estado; se ela passar, poderá continuar o resto de seus três anos de estudo. “No primeiro ano da escola de Direito, você tem que aprender três assuntos: Direito penal, Direito civil e contratos. Para mim, Direito civil é o mais chato, e Direito penal eu posso estudar até dormindo. Fiz meu primeiro teste, tirei 100. Super fácil pra mim”, disse, toda confiante. Porém, ela admite que todas as leituras que precisa fazer são desgastantes e tomam muito de seu tempo: “O conceito, eu entendo em dois segundos”. 

Sobre as críticas que receberá por sua nova empreitada, Kim diz que não presta mais atenção nisso: “Eu amo ser colocada em uma situação na qual eu converso com alguém que não tem uma opinião muito positiva de mim, porque eu posso garantir que eles vão pensar diferente e entender o que é importante para mim depois que me conhecerem”.

Kim também tem o apoio de toda sua família, que acha que ela nasceu para a profissão. “Khloé e eu argumentamos bastante com a minha mãe. Mas a Kim sabe o que precisa dizer para [Kris] a ouvir, e ela poder explicar seu ponto de vista”, disse Kourtney para a publicação.

Elle Woods dos novos tempos!