Lamar Odom confessa ter ameaçado Khloé Kardashian de morte quando estavam casados: “Não sabe do que eu sou capaz!”

Anos atrás, o casamento de Khloé Kardashian e Lamar Odom rendeu muitas manchetes na mídia. O jogador de basquete tinha uma carreira de sucesso e a socialite já bombava com o reality show da família. No entanto, em 2015, Lamar quase morreu em um bordel de Las Vegas. Em seu livro biográfico, “Darkness to Light”, o atleta falou sobre o período difícil de sua vida, incluindo o vício em drogas e em sexo, que causou a separação do casal.

“Não é uma história apenas sobre… as Kardashians, ou drogas”, Lamar disse em entrevista à ABC News sobre o livro. “É uma história sobre triunfo, e superar os obstáculos. E tragédias. Superar as tragédias”, acrescentou. De acordo com o jogador, sua vida foi afetada desde muito cedo pela morte de sua mãe, quando ele tinha 12 anos, por conta de um câncer. “Você tenta… preencher o vazio com coisas. E algumas dessas coisas eram destrutivas”, confessou.

Khloé Kardashian e Lamar Odom. (Foto: Getty)

Lamar logo se viciou em cocaína — ele admite que, a primeira vez que experimentou, foi durante o sexo: “É tóxico. Como soltar um demônio”. O atleta também admite que era um “profissional” em esconder seus vícios da ex-esposa, e que Khloé não desconfiou de nada por um longo tempo. Os dois se casaram em 2009, após apenas um mês de namoro. De acordo com Lamar, casar com um membro do famoso clã Kardashian-Jenner colocou sua vida sob os holofotes. “Quero dizer, eu amava. Um tapete vermelho é extendido aos seus pés onde quer que você vá… O que não há para amar nisso? E, naquela época, quando nós filmamos ‘Khloe e Lamar’, eu estava jogando basquete muito bem. Não acho que haverá outro jogador de elite da NBA em um dos realities mais assistidos”, afirmou.

“Você não quer que sua esposa saiba que você está cheirando cocaína e… fazendo sexo com outras mulheres”, falou sobre os segredos que mantinha de Khloé na época. No entanto, seus vícios foram ficando cada vez mais difíceis de esconder — uma vez, durante um ataque de raiva induzido pelas drogas, Lamar ameaçou Khloé de morte. “Eu tenho certeza que ela devia estar assustada naquele ponto. Pensando agora, eu não acredito que tratei aquela rainha desse jeito”, disse. Ele ainda revelou que sente que deve muitas desculpas à ex e sua família por seu comportamento.

No livro, Lamar lembra de usar cocaína e ecstasy enquanto Khloé estava em casa. Ele começou a alucinar, o que levou a socialite a ligar para os amigos dele, pedindo por ajuda. No entanto, após os amigos do jogador irem embora, Lamar ficou tão furioso que segurou a parceira pelo braço e a ameaçou, aos berros. “Que p***a você está fazendo?! Tentando me constranger na frente dos meus amigos? Eu vou te matar! Você não sabe do que eu sou capaz!”, falou.

Quando Khloé o expulsou de casa, já no fim do relacionamento, Lamar foi para um bordel de Las Vegas: “Eu só queria tentar me divertir”. Após quatro dias de farra, ele foi encontrado desacordado e sem reação. Ele sofreu 12 convulsões, seis derrames e seu coração parou duas vezes. “Meus médicos disseram que eu sou um milagre ambulante”, revelou. Ele diz que não se lembra de ter se drogado naqueles dias. Após ficar internado por um mês na reabilitação, em 2016, Lamar diz que, às vezes, bebe socialmente, mas não se recorda da última vez que usou cocaína. “Eu fumo maconha até hoje, apenas para me ajudar com a ansiedade”, garantiu.