Laura Prepon, de “Orange Is The New Black”, revela que mãe a induziu à bulimia: “Nosso segredo compartilhado”; entenda!

Laura Prepon, a Alex Vause de “Orange Is The New Black”, fez um forte relato sobre seus distúrbios alimentares. Em entrevista à People divulgada hoje (25), ela deu detalhes de seu futuro livro, “You & I, as Mothers”. Ela também divulgou um trecho da publicação, no qual recorda como sua mãe, Marjorie, a influenciou a ter bulimia.

“Minha mãe me ensinou a bulimia. Isso começou quando eu tinha 15 anos e durou até o final dos meus 20 e tantos. Eu sempre pensei em mim mesma como uma mulher forte, confiante, mas isso se tornou uma compulsão que me debilitaria completamente”, revelou Laura. A atriz lembrou ainda como seu emagrecimento virou um “projeto compartilhado” de mãe e filha, após ela ter sido orientada por uma agência de modelos a perder 11 quilos.

Laura Prepon como a Alex de “Orange Is The New Black”. (Foto: Reprodução/Netflix)

“Minha mãe começou a me pesar todas as manhãs e tirar minhas medidas. Foi quando ela me disse, ‘Você pode ter o seu bolo e comê-lo também’. Eu sabia exatamente do que ela estava falando. Era uma coisa que faríamos juntas e que nos ligaria emocionalmente. Nosso segredo compartilhado”, contou ela.

A mãe de Laura Prepon sofreu com a bulimia na juventude, mas acreditava que o distúrbio fosse algo positivo – uma ideia bastante errada. (Foto: Getty)

Marjorie, que também sofreu com o distúrbio, tinha uma visão errônea da questão. “Ela era bulímica no colégio e, depois de ter perdido peso, ela conheceu o meu pai. Então, para ela, ser magra significava ter sucesso”, explicou Laura. Apesar de tudo, a estrela não guarda remorso da mãe, que sofre com Alzheimer bastante avançado. “Eu não quero ficar brava com ela, especialmente agora, porque não sei quanto tempo nós temos sobrando. Eu quero que os momentos em que ela esteja presente sejam bons”, concluiu.

View this post on Instagram

Wash hands and hold the ones you love.

A post shared by Laura Prepon (@lauraprepon) on

Com o tempo, Laura passou a focar na sua autoaceitação, em ter uma boa saúde e nutrição – principalmente por conta desejo da maternidade. “Ficar saudável significou aprender mais sobre meu próprio corpo, especialmente quando eu queria ter filhos”, mencionou. Agora, além de fazer diferente com seus filhos, ela pretende passar bons conselhos adiante: “Quero ter uma conversa aberta [com os filhos] e ajudar outros a se sentirem menos sozinhos”.