Mandy Moore acusa ex-marido, o produtor Ryan Adams, de abuso e assédio; outras seis mulheres o denunciam ao ‘The New York Times’

Mais um triste caso de abuso sexual em Hollywood. Nesta quarta (13), o The New York Times publicou uma extensa reportagem em que sete mulheres denunciam o produtor musical Ryan Adams por assédio e abuso sexual. Entre elas está a atriz Mandy Moore, que a gente conhece do clássico “Um Amor para Recordar” e da série “This Is Us”.

Ao jornal, a estrela, que foi casada com Adams entre 2009 a 2016, deu alguns detalhes do que descreve como um “comportamento controlador” do ex-marido. “Ele sempre me dizia ‘Você não é uma artista de verdade porque você não sabe tocar nenhum instrumento’”, conta Mandy. Ela também revela que, depois que demitiu seu empresário, o marido a desestimulou a trabalhar com outros produtores musicais.

Segundo ela, o “comportamento controlador” de seu então marido teria bloqueado a habilidade dela de ‘fazer novos contatos na indústria durante uma época muito importante e com bastante potencial lucrativo”. Foi nesse período que Mandy investia na música, além de continuar atuando. Ela já era dona de seis álbuns e pretendia lançar mais canções quando se casou com Ryan, mas acabou se afastando da carreira de cantora desde então.

Mandy Moore foi casada com o produtor Ryan Adams de 2009 a 2016. (Foto: Getty)

“O que você passa com ele — o tratamento, o comportamento maníaco e destrutivo que ia e vinha — parece tão exclusivo. Você sente que não há como outras pessoas terem sido tratadas do mesmo jeito”, desabafa a atriz. Além dela, outras seis mulheres deram depoimentos ao New York Times sobre o produtor. Entre elas estão Ava — que, na época em que se envolveu com Adams, ainda era menor de idade — e sua ex-noiva Megan Butterworth.

Ela conta que Ryan era um companheiro controlador e abusivo que a perseguiu online depois do término. Segundo Megan, ele mandou centenas de mensagens e ligações quando ela o deixou em 2018, ameaçando processá-la e até se matar. Já Ava revela que, apesar de nunca ter se encontrado com o produtor pessoalmente, eles faziam sexo online mesmo ele tendo ciência de que ela era menor de idade.

Procurado pelo New York Times, Adams afirmou por meio de seu advogado que os comentários de Mandy sobre seu casamento são “completamente inconsistentes com sua visão do relacionamento”. Logo que a reportagem foi publicada, Adams também se pronunciou via Twitter.

https://twitter.com/TheRyanAdams/status/1095820787074850816

“Não sou um homem perfeito e já cometi muitos erros. A qualquer um que eu tenha machucado, mesmo que não se propósito, peço profundas desculpas. Mas a imagem que o artigo mostra é perturbadoramente imprecisa. Alguns detalhes são mal interpretados, outros exagerados, e outros simplesmente falsos. Eu jamais teria interações inapropriadas com alguém que eu achasse que fosse menor de idade. Ponto”, escreveu.

https://twitter.com/TheRyanAdams/status/1095820789360689152

“Como alguém que sempre tentou espalhar alegria através da minha música e da minha vida, ouvir que algumas pessoas acreditam que eu as causei dor me deixa imensamente triste. Estou decidido a ser o melhor homem que puder. E desejo compaixão, compreensão e cura a todos”, finalizou Ryan.