Fotojet

MC Kevin: Mãe do cantor nega briga por herança e aponta para quem vai o dinheiro; assista

Em entrevista exibida ontem (30) no “Domingo Espetacular”, da Record TV, Valquíria Nascimento, mãe de MC Kevin, afirmou que não existe briga pela herança milionária do cantor, morto no início do mês após cair do quinto andar de um hotel na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro.

Como Kevin não era oficialmente casado, Soraya Nascimento Gusmão, filha de 5 anos do funkeiro, pode ser considerada sua única herdeira necessária – termo jurídico usado para se referir àqueles que têm direito a receber o patrimônio sem necessidade de testamento. Deolane Bezerra, noiva do artista e advogada, pode conseguir, por sua vez, metade do valor deixado pelo ex, caso comprove que ambos viviam em união estável.

Continua depois da Publicidade

Os pais do músico só teriam direito ao espólio, caso o MC não tivesse filhos. “Não tem briga pela herança, não tem briga com a mulher dele. Eu amo a mulher dele. Chamava ela de filha. Tudo o que o Kevin tem de herança são as obras dele e tudo o que é do Kevin é da filha dele, né?”, declarou Valquíria.

191283004 296428395550890 6232323965296071964 N
Kevin faleceu muito precocemente, aos 23 anos, deixando filha, noiva, pais, irmãos e uma legião de fãs. (Foto: Reprodução/Instagram)

A reportagem citou ainda que Kevin mantinha uma vida de luxo. Se trabalhasse todos os dias, o cantor faturava R$ 1 milhão por mês, de acordo com seu ex-empresário. Enquanto em vida, o músico encomendou uma BMW i8 avaliada em R$ 630 mil, que ia buscar na loja no dia seguinte do acidente fatal. Ele também morava de aluguel em uma mansão num condomínio de luxo de Mogi das Cruzes, junto da família.

Valquíria, entretanto, não pretende mais chamar o local de lar. “Não tenho vontade nenhuma de ficar aqui. Aqui traz muita lembrança dele (Kevin). Em cada cantinho da casa tem lembranças do Kevin. E tá muito, muito difícil eu ter que levantar todo dia e ter que olhar pra essa foto”, declarou, emocionada, sobre uma imagem do filho estampada em uma das paredes da residência.

A matriarca revelou ainda que o MC parecia pressentir que não teria vida longa. “O Kevin sempre me falou: ‘Mãe, eu vou morrer antes dos 25 anos. Eu sou uma estrela cadente, mãe. Eu vou viver pouco tempo’. O que ele queria era sonhar, ele vivia um dia após o outro”, comentou.

Já para o pai do artista, Agnaldo Bueno, o que causou o acidente de seu filho foi uma alucinação decorrente do uso de drogas. “O pessoal falou que ele se matou por causa da droga. Acredito eu também, que esse pulo dele da sacada foi da alucinação por causa da droga sintética”, avaliou. Na última sexta-feira (28), foi liberado o laudo do exame toxicológico feito no corpo do cantor, comprovando que o artista realmente usou entorpecentes.

Assista a entrevista na íntegra:

Entenda o caso

No dia 17 de maio, a polícia deu início às investigações para descobrir como ocorreu a morte de Kevin Nascimento Bueno, mais conhecido como MC Kevin. O rapaz de 23 anos perdeu a vida após cair do 5º andar de um hotel na orla da Barra da Tijuca, Rio de Janeiro, no último dia 16. O funkeiro morava em Mogi das Cruzes, São Paulo, mas estava na capital carioca para realizar um show clandestino em uma boate na Vila Valqueire, Zona Oeste.

A advogada Deolane Bezerra, esposa de Kevin, os amigos e a equipe de produção que trabalhava com o artista prestaram depoimento na madrugada da segunda-feira (17), na 16ª DP (Barra da Tijuca), que segue investigando o caso. Alguns deles também já haviam sido ouvidos ainda no hotel. De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, eles teriam sido acionados às 18h13 para atender a ocorrência da queda.

Captura De Tela 2021 05 16 Às 22.23.48
MC Kevin fez parcerias com nomes como MC Guimê, MC Don Juan e MC Hariel, e se tornou figura importante no funk paulista (Foto: Divulgação)

O funkeiro chegou a ser levado para o hospital Miguel Couto, na Gávea, na Zona Sul, em estado muito grave, mas não resistiu. O corpo dele foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) e, de acordo com o laudo da necropsia, a causa da morte foi um traumatismo crânio encefálico. O documento ainda atesta que o funkeiro sofreu 13 fraturas – no nariz, no maxilar, na mandíbula e nas costelas, além de uma hemorragia na cabeça, uma perfuração no pulmão e rompimento do fígado.

No dia 23, a perícia do Instituto de Criminalística informou que a apuração feita no hotel concluiu que a queda de Kevin “teve como causa aparente um acidente”. Segundo o documento, assinado pelo perito Luiz Alberto Moreira Coelho, não havia nenhum indício de “briga” ou de “ações violentas” no quarto em que o funkeiro, MC VK (Victor Elias Fontenelle) e a acompanhante Bianca Domingues estavam. O arquivo afirma que a prova técnica pode corroborar com o relato das testemunhas – de que Kevin estava com a moça na sacada, quando tentou passar para o andar de baixo e teria acidentalmente se desequilibrado.