Morre o jornalista e crítico de cinema Rubens Ewald Filho, aos 74 anos

Que tristeza, gente! O jornalista e renomado crítico de cinema Rubens Ewald Filho faleceu nesta quarta-feira (19) aos 74 anos. De acordo com o portal UOL, a morte foi confirmada pela assessoria de imprensa do Hospital Samaritano de Higienópolis, em São Paulo, onde ele estava internado desde o dia 23 de maio.

Rubens foi hospitalizado após desmaiar e sofrer uma queda de escada rolante em um shopping na capital paulista. Há três semanas, o hospital divulgou um boletim em que informou sobre o quadro de saúde do jornalista, que estava internado na UTI e passou por “tratamento cardiológico e das fraturas decorrentes da queda.”

Natural de Santos e com uma carreira de apresentador, roteirista, diretor teatral e comentarista da sétima arte, Rubens Ewald Filho se consagrou como um dos mais renomados críticos de cinema do país, tendo trabalhado em veículos como Rede Globo, SBT, Record, revista Veja e Folha de S. Paulo.

Como roteirista, ele atuou em produções como “Éramos Seis”, “Drácula, Uma História de Amor”, “Gina”, “Iaiá Garcia”, “O Pátio das Donzelas” e “A Árvore dos Sexos”. Já como diretor teatral, Ewald Filho tinha no currículo peças como “O Amante de Lady Chatterley”, “Querido Mundo” e “Doce Veneno”. Ele também trabalhou como ator e fez participações em filmes como “Independência ou Morte” e “Amor Estranho Amor”.

View this post on Instagram

Que tristeza! O crítico de cinema Rubens Ewald Filho morreu nesta quarta-feira (19), aos 74 anos. Ele estava internado na UTI desde o dia 23 de maio, após desmaiar e sofrer uma queda na escada rolante de um shopping. O quadro de saúde se agravou nos últimos dias e o jornalista não resistiu. Ewald reunia em seu currículo passagens pelos principais veículos de comunicação do país e se tornou uma das principais referências quando o assunto era a sétima arte. Ele conquistou prestígio nacional, sobretudo, como comentarista de transmissões das grandes premiações cinematográficas, como o Oscar. Vem saber mais detalhes, clicando no link da bio ou no destaque “News” dos Stories. Deixamos aqui nossos sinceros sentimentos à família, amigos e admiradores do seu trabalho. (Foto: Reprodução/Record TV)

A post shared by Hugo Gloss (@hugogloss) on

O maior prestígio nacional, contudo, ele conquistou como comentarista de transmissões das grandes premiações cinematográficas, como o Oscar. Em 2019, Rubens comentou a maior noite do cinema pelas plataformas digitais do canal TNT, após ser afastado dos comentários na transmissão pela TV, posto que ocupava há quase 40 anos.

Pelas redes sociais, o canal TNT publicou uma homenagem ao jornalista. “Rubens sempre será lembrado como um dos maiores incentivadores da arte e da cultura no Brasil e não há tristeza que possa mensurar a falta irreparável que ele fará a nós e a todos que o tinham como um eterno amigo, professor e mestre“, diz a mensagem.

E seu vasto conhecimento sobre cinema rendeu livros como “Os 100 Melhores Filmes do Século 20”, “Os 100 Maiores Cineastas”, “Dicionário de Cineastas”, “Cinema com Rubens Ewald Filho” e “O Oscar e eu”. Uma grande perda para a comunicação brasileira! Nossos sentimentos à família, amigos e admiradores de seu trabalho neste momento difícil. Que Deus conforte o coração de todos.