Na noite dos 100 mais influentes, Sandra Oh troca homenagem à mãe para falar sobre Beyoncé: ‘Quantas vezes vocês assistiram e choraram?’

Uma das cem pessoas mais influentes do mundo da tradicional seleção da revista TIME, Sandra Oh decidiu usar seu tempo de discurso ontem (23) no baile da revista para falar sobre outra mulher… Inicialmente, a atriz havia planejado fazer um agradecimento à mãe. No entanto, o lançamento do documentário “Homecoming”, de Beyoncé na última semana a fez mudar de ideia.

Eu ia fazer este brinde à minha mãe e a todas as mães imigrantes, e eu tinha escrito muitas palavras calorosas e gratas, amorosas, mas senhoras e senhores, eu apenas assisti ao “Homecoming”, de Beyoncé e mamãe, eu te amo, mas eu tenho que falar sobre Queen Bey por um segundo, ok?“, justificou a estrela.

“‘Homecoming’ é o documentário da Beyoncé sobre o seu concerto no Coachella em 2018, e penso que é um trabalho tão importante. Encorajo todos vocês a verem, porque vocês testemunharão uma artista em sua forma mais potente e trabalhando nos níveis culturais mais profundos. Eu parei de ir ao Coachella anos atrás, mas eu lembro de ouvir a transmissão ao vivo do show, e eu pude sentir a vitalidade vinda pelo rádio, mas eu não estava lá, e eu não senti isso. Então, ‘concerto’ é uma palavra muito pequena para descrever o que ela criou. Alguém aqui viu – sim, certo, certo, certo, quantas vezes vocês assistiram e choraram?“, perguntou Sandra à estrelada plateia.

Sandra Oh, durante seu discurso no Baile de Gala da “TIME 100 2019”, nesta terça (23) em Nova York. (Foto: Dimitrios Kambouris/Getty Images)

Então, o que você vê, vendo aqueles belos corpos, aquelas almas no palco, a alegria, o desafio na música, a liberdade, as entranhas nos corpos e no movimento. O documentário segue o processo, o trabalho e o preço necessário para criar, e é para mim visceralmente inspirador. Beyoncé me mostra o que você pode criar quando você dá tudo de si e dá espaço para os outros fazerem o mesmo. Ela fez e ela faz! Eu ainda estou com tudo isso reverberando em mim“, exclamou a atriz, falando em seguida sobre a relevância da arte nos dias de hoje.

E eu realmente acredito que agora não é apenas um bom momento para fazer arte, é um momento importante para se fazer arte. Eu realmente acredito que a arte evolui nossos corações e nossas mentes, porque nos permite experimentar e entender outras tristezas. Isso nos lembra das verdades universais. Isso nos conecta. A arte pode nos transformar e, através de nós, transformar também a nossa cultura“, observou Sandra. “Então eu amo você, mãe, mas hoje eu levanto um copo para Beyoncé e sua equipe de Homecoming. B, eu recebi a transmissão. Obrigada. Eu celebro todos vocês. Tenham uma noite maravilhosa“, finalizou. Assista:

Que bonito da parte de Sandra, dedicar o seu tempo numa noite, a priori, tão especial para si própria, para louvar outra artista… Temos certeza de que a mãe dela não se queixará… e sabemos que virão outras oportunidades para que a homenagem inicial seja concretizada!