Pabllo Vittar

Pabllo Vittar desabafa sobre diferença de tratamento do YouTube após Zé Felipe lançar “Bandido”: “Me entristece muito”; assista

“Bandida” foi lançada em 2020 e precisou ter o título alterado após ser postada no YouTube. Música do cantor leva o mesmo nome e não sofreu restrições

Falou mesmo! Pabllo Vittar foi às redes sociais neste sábado (2) para desabafar sobre um boicote que sofreu do YouTube durante o lançamento na música “Bandida”, parceria com a Pocah divulgada em 2020. A cantora relembrou o caso depois de ver que o novo single do cantor Zé Felipe leva o mesmo nome, mas não sofreu nenhuma restrição por parte da plataforma.

Nos stories, a estrela detalhou o que aconteceu na época. “Vocês lembram quando eu lancei ‘Bandida’ e o YouTube me restringiu, fazendo eu colocar um asterisco no final? Então, Zé Felipe acabou de lançar uma música que se chama ‘Bandido’, uma música legal. Só que o YouTube não restringiu ele. Está escrito lá, ‘Bandido’ com todas as letras”, contou.

Durante o desabafo, Pabllo mostrou indignação ao falar sobre as políticas da plataforma, que foram usadas como justificativa para identificar o clipe de “Bandida” como conteúdo sensível após o lançamento. “Só fico muito triste quando eu vejo essa discrepância, quando as diretrizes do YouTube são iguais para todos, por que comigo sempre é assim?”, afirmou.

Continua depois da Publicidade

A drag ainda disse como está se sentindo com o ocorrido. “É só um desabafo mesmo. Às vezes fica parecendo que as pessoas estão pegando no nosso pé. Mas isso só dá mais força pra gente conseguir fazer os nossos trabalhos. Mas isso me entristece muito, muito mesmo”, completou. Confira o vídeo completo abaixo:

Pabllo também falou sobre o assunto no Twitter. Na rede social a cantora abordou a situação fazendo um trocadilho com a frase que deu origem ao movimento “Free Britney”. “Free Bandida”, escreveu.

Continua depois da Publicidade

“Bandida” chegou às plataformas digitais como parte do relançamento do álbum “111”, na versão deluxe. No YouTube, o vídeo ainda está com o título censurado, mesmo anos após a divulgação. Já o clipe de Zé Felipe, postado em junho, está na plataforma com o nome original. Veja abaixo: