Péssimo! Pânico chama Bianca Andrade pra discutir machismo e não deixa ela falar; Influencer implora pra ser ouvida e dá melhor resposta! Assista

E a Boca Rosa falou tudo… depois de muitas tentativas! Nesta sexta-feira (17), Bianca Andrade foi convidada do programa “Pânico”, da rádio “Jovem Pan”. Enquanto discutiam o machismo e debatiam os privilégios de gênero, a ex-BBB foi interrompida diversas vezes pelos apresentadores e comentaristas — homens — do programa. Até que a influencer resolveu agir e pediu a palavra após tantos cortes – atitude que viralizou nas redes sociais.

No papo, o apresentador Emílio Surita quis argumentar que Bianca não seria privilegiada, e sim, talentosa. “Eu acho que você não é privilegiada, você é talentosa, boa na maquiagem, você batalhou… O Brasil é um país machista, racista, mas acredito que essas coisas estão mudando. Mas quando você entra nessa narrativa de ‘Eu sou o opressor e o outro é o oprimido’, aí complica tudo. Você não pode se sentir mal, você é boa no que faz”, disse ele.

Bianca Andrade teve de se impor para ser ouvida durante o “Pânico”. (Foto: Reprodução/YouTube)

Na sequência, Bianca deu seu ponto de vista contrário: “Emílio, agradeço sua opinião, repito mais uma vez, eu pensava como você, mas ser privilegiado não é ser melhor que alguém. É você ter privilégios por você simplesmente ser de uma cor”. Até que a influencer voltou a ser interrompida e teve suas falas cortadas.

Emílio seguiu com o assunto no estúdio, ignorando as tentativas de fala de Bianca, enquanto ela dizia: “Gente, eu acho que… Eu acho que é o seguinte…”. Boca Rosa, por fim, deu um basta na situação. “Emílio me ouve! Posso falar como convidada? Obrigada”, disparou. Assista ao vídeo aqui:

Durante o programa, Bia ainda deu a letra: “A gente falou sobre o machismo, e, mais uma vez, todos os homens sempre levam pra gente”. A empresária também explicou seu ponto de vista sobre privilégios: “Vocês não sabem o que é às vezes você entrar em uma reunião e o cara não te levar a sério. Vocês não sabem o que é ir pra um lugar e o cara te chamar de burra ou, enfim, só por ser mulher. Então, assim, eu acho que a gente tem que ter uma consciência das minorias, e quando uma mulher fala sobre o machismo, nenhum homem pode devolver falando mal de mulher, ou falando que mulher fala mal de outra mulher”.

A apresentadora do “Boca a Boca” ainda pediu para que os homens dessem mais ouvido às mulheres, ao invés de saírem palpitando em nome delas – ou mesmo as impedindo de falar. “Um conselho que eu dou para vocês: quando uma mulher for falar de feminismo, se coloca no lugar de ouvinte e tenta entender o porquê. Porque o que a gente está falando não é à toa. Se a gente está falando, se está existindo esse movimento, é porque dói, é porque machuca”, recomendou.

“Então assim, quando uma mulher for falar disso, ao invés de ter essa resposta ‘ah, mas mulher também’, pensa: caramba, será? Será que eu me coloquei no lugar dela? Será que eu sei como é f*da ter que trabalhar o dobro para ganhar a mesma coisa que um homem? Será que não enche o saco e por isso elas estão revoltadas?”, declarou ela. Confira o momento aqui:

Reações

Rapidamente, a expressão “Posso falar como convidada” se tornou um dos assuntos mais comentados no Twitter desta sexta. Pela web, diversos internautas se surpreenderam com as falas dos apresentadores do programa, e muitos concordaram e se sentiram representados com a resposta de Bianca Andrade. Até mesmo Luísa Sonza manifestou sua admiração: “E Bianca Andrade faz tudo”. Veja algumas das reações:

Alguns perfis fizeram questão de mostrar que o que Bianca presenciou tem nome: “manterrupting”, termo usado quando um homem interrompe a fala de uma mulher.

Houve também os que recordaram o discurso de Bianca Andrade assim que saiu do “BBB 20”, afirmando que teria a mente aberta para aprender com seus erros e mudar no que fosse necessário. “Não sei o que tá acontecendo lá fora, mas com certeza eu vou olhar cada coisa com muita humildade, não vou passar pano na minha cabeça de jeito nenhum e vou aprender com tudo isso”, disse ela, na época. Dá uma olhada:

Bianca se manifesta

Após a repercussão de sua entrevista, Boca Rosa comentou o assunto citando como tem buscado entender melhor essas questões desde que deixou o reality. “Eu agradeço muito a todas as pessoas que me criticaram na época do ‘Big Brother’ e me fizeram acordar pra muita coisa. Não é fácil assumir seus erros, se questionar e entender por que eles aconteceram. Tem que ter cara mesmo, mas foi a melhor escolha da minha vida”, confessou.

Bianca sente que conseguiu se impor durante a conversa graças a isso. “Hoje consigo lidar com uma entrevista dessa ciente de quem eu sou, enquanto no ‘Big Brother’ eu chorava todo dia por estar perdida e com o psicológico massacrado. Isso não tem preço que pague”, escreveu ela.

Pelos Stories, Bianca acrescentou que apenas espera que esse caso sirva como aprendizado para muitas outras mulheres. “Em momento nenhum quis desrespeitar, quis zombar. Mas quero fazer da situação um episódio pra que as pessoas possam olhar e pensar se estão passando por isso. Nunca tenha vergonha se você não sabe de uma coisa. É sempre tempo de você aprender o que é racismo, o que é machismo”, comentou. Dá uma olhada:

Assista à entrevista de Bianca Andrade na íntegra aqui: