Rafinha Bastos se pronuncia sobre acusações de pedofilia contra PC Siqueira: “Quero que pague pelos crimes” – YouTuber deleta post e divulga mensagem enigmática

Na noite desse domingo (14), o humorista Rafinha Bastos publicou um vídeo em seu canal do YouTube para falar sobre as acusações de pedofilia contra PC Siqueira. Os dois, junto com Cauê Moura, mantinham o canal “Ilha de Barbados” na plataforma, cujas postagens foram todas desativadas após a repercussão do caso.

Bastos começou declarando sua repulsa diante da história e lembrou de sua reação no momento em que soube da notícia. “Eu queria vomitar tudo naquele momento. Eu acho que é normal esse sentimento. Por mais que eu não tenha ligação com o que aconteceu, o cara (PC) é meu colega, temos um canal juntos, fizemos uma série de projetos juntos”, comentou.

Continua depois da Publicidade

Muito criticado por internautas sobre sua convivência com PC, o apresentador garantiu ter tomado ciência do episódio junto do público: “Eu quero que vocês saibam, de cara, que nenhum pedófilo, nenhum doente, comenta essas coisas no almoço. Todos aqueles que acusam: ‘Como é que você não sabia? Vocês estavam juntos há tanto tempo’. Isso é de uma canalhice tremenda. Ninguém tinha nenhuma noção disso. É duro ter o teu nome ligado a uma história como essa”.

Foto tirada durante gravações para o canal “Ilha de Barbados”. O futuro do mesmo ainda é incerto. (Foto: Reprodução/Instagram)

Rafinha relembrou então de uma piada feita por ele em 2011, sobre pedofilia, que o fez perder o assento na bancada do programa “CQC”, da Band. Na ocasião, comentando sobre a gravidez da cantora Wanessa Camargo, ele disse que “comeria ela e o bebê”. Wanessa e o marido, Marcus Buaiz, processaram o humorista na época, que foi condenado a pagar R$ 150 mil para a família da cantora.

“‘Ah, mas Rafinha, você já fez piada [com pedofilia]‘. Fiz, há dez anos. Piada. Eu não estou aqui para me tirar da frente dessa história, mas acho importante que vocês saibam disso. Eu sou pai, e estou p*to com essa história. E obviamente estou extremamente preocupado com a criança que está envolvida. Teve gente resgatando piada minha de dez anos atrás para me ligar ao que está acontecendo. Lá atrás eu estava enchendo o saco, estava provocando e falei coisas que, obviamente, hoje não falaria”, assegurou ele.

O humorista ainda disse que está “tentando não cometer injustiças“, e enfatizou que “ninguém sabe a extensão da realidade dessa história“. “Segurei um pouco para me expressar, para desenvolver o texto. Escrevi 15 textos. Todos mandei para amigos próximos, e eles falaram: ‘Você vai empurrar o cara da janela desse jeito, segura um pouco, você não sabe direito'”, desabafou.

Siqueira nunca escondeu sua forte depressão e tendências suicidas, afirmando publicamente que já tentou tirar a própria vida em algumas ocasiões. “Vocês sabem que esse é um cara que já manifestou diversas vezes instintos suicidas. Já confessou para mim em entrevista que já pensou em se matar, que já tentou. É um cara que flerta com o suicídio há muito tempo. Eu não quero que ele se mate, obviamente. Apesar de toda a raiva que eu estou nesse momento, não quero que o sujeito morra, quero que pague pelos crimes”, reiterou Rafinha.

“Se eu descobrir alguma coisa, eu vou falar. Se o PC quiser me ligar de madrugada, no momento em que estiver se matando, o meu telefone está ligado. Eu não quero que ele morra, pelos motivos que eu já expliquei. Mas estou com raiva. P*to, frustrado, querendo que isso se defina, para que todos os envolvidos nessa m*rda sejam culpados”, finalizou Bastos.

IMPORTANTE: Se você ou alguém que você conhece está passando por dificuldades emocionais ou considerando o suicídio, ligue para o ‘Centro de Valorização da Vida’ pelo número 188. O CVV realiza apoio emocional, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone, email e chat 24 horas todos os dias. Para mais informações, clique aqui.

Continua depois da Publicidade

Também na noite desse domingo, PC apagou a publicação na qual negava a veracidade do vídeo que veio a público na quarta (10), e taxava o ocorrido como “fake news”. No texto, o youtuber dizia ter sido “pego de surpresa ao ver o nome utilizado por uma articulação criminosa”. “Confesso que fiquei chocado, atordoado e passei por um dos piores momentos da minha vida. Ninguém imagina um dia ver seu próprio nome envolvido com um crime abominável. Pra quem não sabe, um perfil sem credibilidade, que não sabemos quem faz ou está por trás dele, foi o instrumento para gerar essa fake news”, afirmou ele.

“Se trata de uma mentira escancarada e grotesca! Recebi uma série de mensagens, acusações, xingamentos, minha família foi atingida, meu psicológico enormemente abalado. Como vocês podem notar, ao ponto de eu não conseguir me pronunciar por vídeo – o que devo fazer quando eu estiver reestruturado. Vocês não tem ideia de como foram minhas últimas 24 horas”, adicionou Siqueira.

PC Siqueira alegou que as acusações de pedofilia seriam “fake news”. (Foto: Reprodução/Instagram)

O youtuber se defendeu, citando hipóteses de que os arquivos que viralizaram na web seriam falsos: “Se formos prestar atenção nesse vídeo asqueroso, ele leva 1 minuto e 31 segundos para o relógio do celular mudar! Nem esse cuidado os falsificadores tiveram. Além disso, o símbolo de verificação tem um espaçamento diferente do verdadeiro. Está tudo ali, pra quem quiser ver. A operadora da suposta linha do vídeo é pré-paga dos Estados Unidos. O celular é um samsung e está gravando a tela de um iphone. Enfim, são muitas evidências que demonstram a falsificação mal feita”.

“A mais importante delas é que não sou eu. Eu vim aqui esclarecer isso a vocês e a todos que estiveram interessados neste assunto. Tenho recebido ameaças devido ao meu posicionamento político há algum tempo, mas nunca imaginei que seria atingido por algo tão baixo”, completou Siqueira, que também pediu: “Pessoal, por favor, prestem mais atenção nas informações que vocês recebem e consomem na internet. Isso é muito perigoso! Não compartilhem conteúdos que possam destruir a vida de alguém, sem antes checarem a veracidade disso”, encerrou.

Mais tarde ainda neste domingo (14), o acusado publicou um Story “enigmático” com um trecho da canção de Leonard Cohen, “You Want It Darker”. A tradução da frase escrita por PC significa: “Você queria escuridão, nós matamos a chama”.

Texto publicado por PC durante a madrugada. (Foto: Reprodução/Instagram)

Entenda o caso:

Na tarde de quarta-feira (10), prints de uma suposta conversa entre PC Siqueira, de 34 anos, e uma pessoa anônima foram divulgados na web. Nas mensagens, Siqueira revelaria ter recebido fotos de partes íntimas de uma criança de apenas seis anos.

Já nesta quinta (11), o jornal Extra revelou que a Polícia Civil de São Paulo está apurando as denúncias feitas nas redes sociais pelo “ExposedEmo1”, mesmo perfil no Twitter que divulgou os prints da troca de mensagens entre Japinha, baterista do CPM 22, e uma adolescente de 16 anos. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa da organização, e a investigação se dará na 4ª Delegacia de Proteção à Pessoa, do Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP).

Continua depois da Publicidade

O vídeo que corre pela internet mostra um diálogo, supostamente entre Siqueira e um amigo. “Tenho uma coisa pra você”, teria dito o youtuber, logo no início. Após enviar a imagem, ele diz para o outro apagar imediatamente. “De quem era aquela bunda?”, o amigo indaga. Siqueira diz que recebeu a imagem em um Facetime com uma amiga. “Da filha dela”, responde.

“Fiquei reparando no baby doll [risos]. Ela mandou a filha mostrar a bunda pra você?”, indaga o anônimo. “[Risos] Meio que sim. Mas apaga JÁ. TUDO”, pede o youtuber. E acrescenta: “MAS TEVE ISSO. And it was awesome [e foi demais] [risos]”.

“A história é excitante. Quantos anos tem a filha dela?”, pergunta a pessoa. “6”, responde Siqueira, que ri e coloca um emoji de “o que fazer?”. “Sorry. Mas foi só isso também. Mais nada”, ele afirma. “É mais excitante a mãe fazer isso. Do que a menina em si”, diz o amigo, e Siqueira ri e concorda. “Mas ela já mandou fotos tempos atrás. Na época que ela não sabia nada”, diz. “De quê?”, questiona o anônimo. “Da menina”, o youtuber responde. “Mandou foto da menina como?”, insiste o amigo. “[Risos] Tem gente assim no mundo. Como cê acha?”, Siqueira responde. “Pelada ‘caraio’?”, questiona o anônimo. Siqueira afirma: “[Risos] lógico”.

O amigo pergunta se a mulher que mandou fotos da filha fez isso “do nada”. “Uns shots da bunda dela [risos]. Mas foi só uma vez. Ela não faz mais porque agora ela [filha] entende e dá m*rda. Enfim, só queria compartilhar [risos]. Beijos mil, apaga”, finaliza. Confira a suposta conversa do youtuber abaixo:

Procurado pelo HugoGloss.com na ocasião, PC Siqueira não se pronunciou sobre o assunto. Apesar da vericidade do conteúdo chocante das mensagens não ter sido confirmada, o nome do youtuber ficou no topo dos assuntos mais comentados do Twitter durante a noite de quarta. “Pedófilo” também estava na lista. Confira algumas reações na web: