Reynaldo Gianecchini fala sobre sexualidade e explica demora para declarar sua orientação: “Não podia entender”

Livre para se expressar! Após assumir, em setembro, que já teve relacionamentos com homens, Reynaldo Gianecchini voltou a comentar sobre sua sexualidade. Em entrevista ao UOL, ele revelou qual foi a razão de ter demorado para expôr esse fato sobre si mesmo. Além disso, o astro refletiu e comentou sobre seu processo de aceitação.

Para Gianecchini, o momento certo para se abrir foi somente quando ele se sentiu preparado para isso. “Fui falar quando me senti maduro e já podia entender sobre isso. As pessoas falaram: ‘Por que não falou antes?’. Porque antes eu não podia entender”, explicou ele. Aliás, antes disso, ele contou que houve um certo processo.

Gianecchini se abriu sobre sua sexualidade pela primeira vez em setembro! (Foto: Reprodução/Instagram)

Em busca de se aceitar, o ator precisou trabalhar várias coisas em si mesmo, como perder a preocupação de alegrar a todos ao seu redor. “Precisei de um tempo pra me conhecer, entender tudo isso. Para ter coragem de olhar pra você sem tantas expectativas de agradar as pessoas. Tem um processo”, adicionou. Outro fator importante diz respeito a abordagem que o tema tem no cotidiano: “Esse assunto, sexualidade, é sempre tratado de uma forma rasa, como se fosse simples”.

Aliás, segundo ele, a vontade de “assumir” algo nunca passou por sua cabeça. “Nunca tive vontade de falar nada. Acho que é um processo interno. Sempre vivi minha vida para um olhar pra dentro”, contou. Mesmo assim, Reynaldo acabou abrindo o jogo sobre a questão. Apenas fez isso para dividir sua experiência: “Não estou interessado na expectativa que as pessoas têm de mim ou provar nada para ninguém. De repente me senti maduro para falar do meu processo, foi só isso que aconteceu“.

Justamente por tudo o que passou, o intérprete de Régis em “A Dona do Pedaço” afirmou que entende quando alguém demora ou não quer revelar isso ao mundo. “Você não pode cobrar o tempo de ninguém. Tem uma hora que você consegue enxergar mais amplamente, tem gente que não está enxergando nada ainda, não quer enxergar e está tudo certo. O processo é de cada um”, defendeu.

O último relacionamento público de Giane foi seu casamento com a jornalista Marília Gabriela. Contudo, em 2006, o casal pôs um ponto final em sua história de amor. Desde então, o galã nunca mais veio a público com outro namoro, apesar de ter tido affairs e afins ao longo desse tempo.

Em setembro, numa entrevista para a Revista Ela do jornal O Globo, o ator falou pela primeira vez sobre sua sexualidade. Sempre muito discreto, logo ele se queixou da pressão que as pessoas colocavam nele para que “saísse do armário”. Na sequência, Gianecchini não fugiu ao assunto e se expressou sobre como se sente internamente, quanto à questão.

“Eu reconheço todas as partes dentro de mim: o homem, a mulher, o gay, o hétero, o bissexual, a criança e o velho. Como dentro de todo mundo”, disse Gianecchini. “Querem te encaixar numa gaveta, mas eu não consigo, porque a sexualidade é o canal da vida e a minha sexualidade não cabe numa gaveta. Nossas questões e tabus passam por esse canal. Não é à toa que cada um tem seus fetiches, suas particularidades.”

O ator prosseguiu, explicando a importância da privacidade para ele. “Não tenho vontade de falar com quem estou transando, não preciso falar. Prezo minha liberdade de não citar nomes e proteger minha privacidade”, afirmou. No bate-papo, o ator reconheceu que era “o momento a dizer” E então, ele confirmou, ao Globo, que “teve, sim, romances com homens”.

Os comentários sobre sua sexualidade são antigos e, inclusive, influenciaram o relacionamento que ele teve com Marília entre 1999 e 2006. Na época, as pessoas especulavam se o casamento não seria “fachada”. “Eu era casado pra caramba, nunca vi um casamento tão inteiro, a gente vivia realmente uma história a dois de verdade. E já falavam coisas”, esclareceu Gianecchini.

Bom, cada um se posiciona como bem entende, né? Só desejamos que Giane evolua cada vez mais nesse processo, que pode ser difícil para alguns.