Em triste desabafo, príncipe William fala pela primeira vez sobre afastamento do irmão Harry da realeza: “Somos entidades separadas”; saiba os detalhes!

Vixe, as estruturas da família real britânica seguem abaladíssimas com o anúncio de que Harry e Meghan Markle estão se afastando de seus cargos seniores na monarquia… Neste domingo (12), a imprensa mundial relatou sobre a possível reação do irmão do duque de Sussex, o príncipe William.

De acordo com fontes ouvidas pelo jornal The Sunday Times, o monarca não gostou muito da decisão do caçula da família. “Abracei meu irmão a vida toda e não posso mais fazer isso. Somos entidades separadas”, disparou o primogênito de Diana e Charles para um amigo.

Continua depois da Publicidade

Apesar de não ser favorável, o marido de Kate Middleton teria dito que irá apoiar o casal e que tem esperanças que tudo isso seja apenas uma fase… “Tudo o que podemos fazer e tudo o que posso fazer é tentar apoiá-los e esperar que chegue a hora em que todos estaremos de acordo. Quero que todos joguem no mesmo time”, confidenciou o rapaz.

William esteve ao lado de Harry durante o casamento do caçula com Meghan Markle. Foto: Getty

Não é de hoje que a mídia vem especulando sobre o afastamento de Harry e William. “Após a morte de sua mãe, a princesa Diana, em 1997, os dois irmãos foram unidos pela tragédia de sua infância. Mas é inevitável, à medida que crescem e desenvolvem personalidades diferentes, que a sincronicidade não funcione mais”, disse o historiador real Robert Lacey para a revista People.

Continua depois da Publicidade

Outro fator que pode ter reforçado a distância entre os irmãos é a sucessão do trono… Enquanto a rainha Elizabeth transfere muitas de suas obrigações para o filho Charles, William, que é o próximo na linhagem, também tem assumido outros compromissos que antes faziam parte da agenda do pai.

Kate Middleton, príncipes William e Harry e Meghan Markle em evento. Foto: Getty.

Há uma grande expectativa de que os membros da família real se pronunciem oficialmente durante esta próxima semana. Enquanto Meghan Markle já teria deixado o Reino Unido e voltado para o Canadá, Harry deve se encontrar com a família real na segunda-feira (13) para discutir os detalhes de como funcionará sua vida, da esposa e do pequeno Archie daqui pra frente.

Continua depois da Publicidade

Entenda a decisão de Harry e Meghan Markle

Após muitos rumores, no dia 8 de janeiro, os duques de Sussex usaram sua conta oficial no Instagram para confirmar que estavam se afastando dos cargos seniores dentro da monarquia britânica. “Depois de muitos meses de reflexões e discussões internas, nós escolhemos fazer uma transição neste ano e começar a forjar um novo e progressivo papel nesta instituição”, iniciaram o comunicado.

Meghan Markle e Príncipe Harry (Foto: Chris Jackson/Getty Images)

De acordo com o casal, eles buscam um lugar mais tranquilo dentro da realeza, além de independência financeira. “Nós pretendemos nos afastar do posto de membros ‘seniores’ da família real britânica e trabalhar para nos tornarmos independentes financeiramente, enquanto continuamos a apoiar completamente Sua Majestade, a rainha”, afirmaram. E acrescentaram, agradecendo ao público: “É com o seu encorajamento, particularmente nos últimos anos, que nós nos sentimentos preparados para fazer a mudança”.

Continua depois da Publicidade

No pronunciamento, Harry e Meghan citaram a vontade de passar mais tempo na América do Norte — provavelmente no Canadá. “Nós planejamos dividir nosso tempo entre o Reino Unido e a América do Norte, continuando a honrar nosso dever com a rainha, a Commonwealth, e nossos patrocínios. Esse balanço geográfico nos permitirá criar nosso filho com o apreço pela tradição real na qual ele nasceu, enquanto também providenciamos à nossa família o espaço para focar no próximo capítulo, incluindo o lançamento da nossa nova entidade filantrópica”, informaram.

View this post on Instagram

“After many months of reflection and internal discussions, we have chosen to make a transition this year in starting to carve out a progressive new role within this institution. We intend to step back as ‘senior’ members of the Royal Family and work to become financially independent, while continuing to fully support Her Majesty The Queen. It is with your encouragement, particularly over the last few years, that we feel prepared to make this adjustment. We now plan to balance our time between the United Kingdom and North America, continuing to honour our duty to The Queen, the Commonwealth, and our patronages. This geographic balance will enable us to raise our son with an appreciation for the royal tradition into which he was born, while also providing our family with the space to focus on the next chapter, including the launch of our new charitable entity. We look forward to sharing the full details of this exciting next step in due course, as we continue to collaborate with Her Majesty The Queen, The Prince of Wales, The Duke of Cambridge and all relevant parties. Until then, please accept our deepest thanks for your continued support.” – The Duke and Duchess of Sussex For more information, please visit sussexroyal.com (link in bio) Image © PA

A post shared by The Duke and Duchess of Sussex (@sussexroyal) on

Mais tarde, eles explicaram melhor em seu site como funcionaria essa nova etapa de suas vidas, dizendo terem muito orgulho do trabalho filantrópico que fazem, e que estarão comprometidos com suas instituições de caridade. No entanto, eles valorizam a possibilidade de ganhar dinheiro profissionalmente, algo que a estrutura atual da monarquia os proíbe de fazer.

Continua depois da Publicidade

Por esta razão, eles decidiram se tornar membros da família real financeiramente independentes. Deste modo, o casal sente que vai poder continuar suas obrigações ligadas à coroa, enquanto tem um futuro financeiro autônomo para trabalhar externamente. “Enquanto a contribuição financeira da realeza cobre apenas cinco por cento dos custos do duque e da duquesa de Sussex, e é usado especificamente para as despesas do escritório oficial deles, Suas Altezas Reais preferem abrir mão deste laço financeiro”, afirmou o SussexRoyal.com.