Gettyimages 1236296448

Homem é preso por tentar invadir castelo de Elizabeth II, e vídeo bizarro vem à tona com ameaça contra rainha

O tabloide The Sun teve acesso à gravação bizarra de suposto invasor, explicando por qual motivo queria matar a monarca britânica

Betinha, mulher, vamos reforçar a segurança desses castelos?! De acordo com o Entertainment Tonight neste domingo (26), um homem foi preso após ter se infiltrado no terreno do castelo de Windsor, residência atual da rainha Elizabeth II. Hoje, o tabloide britânico The Sun teve acesso a um vídeo gravado pelo suspeito, em que ele revela sua intenção de matar a monarca.

Segundo o comunicado divulgado pela Polícia do Vale do Tâmisa, o rapaz estava armado com uma besta, espécie de arco com flechas, quando foi detido. “Um homem de 19 anos de Southampton foi preso sob suspeita de violação ou invasão de um local protegido e porte de arma ofensiva. Os processos de segurança foram acionados instantes depois de o homem entrar no terreno e ele não entrou em nenhum edifício”, afirmou.

“O homem foi levado sob custódia e passou por uma avaliação de saúde mental — desde então ele foi seccionado sob a Lei de Saúde Mental e continua sob os cuidados de profissionais médicos”, finalizou. As Operações Especializadas da Polícia Metropolitana deram início às investigações, e afirmaram que não há evidências de um perigo maior para a família real britânica agora que o invasor foi detido. Inclusive, todos tomaram ciência do ocorrido ainda durante as celebrações de Natal.

Continua depois da Publicidade

O jornal The Sun, no entanto, publicou imagens de um vídeo supostamente divulgado na conta do suspeito na rede social Snapchat minutos antes de ele invadir o complexo real. Na gravação, ele aparece com a arma e vestindo um suéter preto com capuz. Por trás de uma máscara branca, ouve-se sua voz: “Sinto muito pelo que fiz e pelo que vou fazer. Vou tentar assassinar a rainha Elizabeth”.

Queen Elizabeth Ii Records Her Annual Christmas Broadcast
Elizabeth II celebrou o primeiro Natal sem o marido, príncipe Philip, que morreu no início do ano. Foto: Getty

A publicação afirmou que o vídeo tinha referências à “Star Wars”, como a máscara utilizada. O homem se apresenta como um indiano sikh e diz que busca “vingança” por um massacre cometido em 1919 pelas tropas britânicas contra manifestantes na Índia. “É uma vingança para aqueles que foram mortos, humilhados e discriminados por causa de sua raça. Eu sou um Sikh indiano, um Sith. Meu nome era Jaswant Singh Chail, meu nome é Darth Jones”, falou. Na franquia, os Sith são os inimigos dos Cavaleiros Jedi e possuem uma grande afinidade pelo lado negro da “Força”.

Continua depois da Publicidade

Já o massacre de Jallianwala Bagh, ou Massacre de Amritsar, citado na gravação, refere-se ao acontecimento histórico em que 379 manifestantes indianos foram mortos e outros 1.200 ficaram feridos pelo exército britânico. A Polícia de Londres não confirmou a autenticidade do vídeo, mas afirmou que todo o material está sendo avaliado. Assista à filmagem, clicando aqui.

Esta não é a primeira vez que a segurança da família real dá brechas e acaba permitindo que invasores entrem em locais proibidos… Nos anos 1980, Michael Fagan chegou a entrar no quarto da rainha Elizabeth II enquanto ela estava lá. Já em 2019, um outro homem tentou invadir o Palácio de Buckingham, também numa ocasião em que a monarca estava presente.